Abertas inscrições para o XIV Congresso Brasileiro de Economia

Encontram-se abertas as inscrições para o XXIV Congresso Brasileiro de Economia (CBE), que acontecerá de 8 a 10 de setembro próximo, pela primeira vez em formato totalmente virtual. Como tema central, o “Perspectivas da economia brasileira pós-pandemia” Congresso discutirá a atual conjuntura e os caminhos para uma recuperação econômica sustentável. Políticas públicas, sustentabilidade, mercado, futuro do trabalho, economia internacional, tecnologia e inovação são os tópicos que serão debatidos por economistas e outros especialistas dos mais renomados no cenário nacional e internacional.

O Congresso Brasileiro de Economia é um tradicional evento realizado pelo Sistema Cofecon/Corecons desde 1968, com edições a cada dois anos, cada vez em uma cidade-sede diferente. Por se realizar de forma virtual, esta edição permitirá a participação de estudantes, economistas e outros profissionais de todo o país. Após o evento, todo o conteúdo ficará disponível para os participantes na internet, por meio de aplicativo próprio.

A programação do XXIV Congresso Brasileiro de Economia conta com palestras, mesas redondas, workshops, encontros temáticos, apresentação de trabalhos científicos e cerimônias de premiações e homenagens. Serão mais de 100 palestrantes e 80 horas de conteúdo ao longo de três dias de evento. O CBE 2021 acontecerá de 08 a 10 de setembro, nos períodos matutino, vespertino e noturno.

O CBE 2021 também terá espaço para a apresentação de trabalhos científicos. Pela primeira vez, os trabalhos inscritos no Prêmio Brasil de Economia poderão ser exibidos pelos seus autores durante a programação do Congresso, sejam monografias, artigos ou livros de economia. Além desses trabalhos, haverá também a apresentação de dissertações de mestrado e teses de doutorado. Especialmente neste ano, haverá ainda uma seção de apresentação de artigos temáticos sobre os 70 anos da regulamentação da profissão de economista no Brasil.

Clique AQUI para mais informações e inscrição

Economistas gaúchos tomam posse como Conselheiros Federais

- Economista Antonio Corrêa de Lacerda é reconduzido à Presidência do Cofecon
e Paulo Dantas da Costa assume a vice-presidência -

Os ex-presidentes do Corecon-RS, economistas Clovis Benoni Meurer, e Rogério Vianna Tolfo, foram empossados, na noite da última quinta-feira, dia 27, durante evento no Hotel San Marco, em Brasília, como conselheiros do Conselho Federal de Economia (Cofecon). Clovis Meurer assume como Conselheiro Efetivo e Rogério Tolfo, como Suplente. Também assumiram os conselheiros Lauro Chaves Neto (CE), Teresinha de Jesus Ferreira da Silva (PI), Maurílio Procópio Gomes (AL), Paulo Dantas da Costa (BA) e Heric Santos Hossoé (MA), como Efetivos, e Eduardo Reis Araújo (ES), Júlio Flávio Gameiro Miragaya (DF), Paulo Hermance Paiva (PB), Paulo Roberto de Jesus (SC) e Gustavo Casseb Pessoti (BA), como suplentes. Na oportunidade, também foram empossados os economistas Antonio Corrêa de Lacerda, como presidente do Cofecon, e Paulo Dantas da Costa à vice-presidência.

Os conselheiros empossados foram eleitos no dia 1º de dezembro passado, durante Assembleia dos Delegados-Eleitores, em que um representande de cada Conselho Regional elege conselheiros federais para o mandato no triênio 2022-2024.

Na oportunidade, o Cofecon também lançou o projeto Economia em Debate, com a participação de economistas para debaterem o futuro do País no período pós-pandemia. Também foi realizada a entrega de honrarias e premiações, referentes ao ano 2021, a diversos economistas e instituições de Economia. O prêmios “Personalidade Econômica do Ano” foi destinado à economista Denisse Lobato Gentil, “Mulher Economista” à Esther Dweck, “Destaque Econômico/Desempenho Técnico” ao Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), “Destaque Econômico/ Academia” à Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), “Destaque Econômico/Mídia” ao Jornal GGN, e “Mulher Transformadora” à economista Nísia Trindade Lima.

 Acompanhe pelo youtube:

Debate "Perspectivas da economia brasileira em 2022", com os economistas Nelson Barbosa (Ex-Ministro) e Mauro Benevides Filho (Deputado Federal), com a participação da jornalista Adriana Fernandes, do jornal Estado de S. Paulo.
Assista no link: https://youtu.be/aE67LeryT68

Economia em Debate
Assista no link: https://www.youtube.com/watch?v=ZK9AMIv3uL4

Foto: Assessoria de Comunicação Cofecon

 

 

UCS, UFRGS e Unisinos debatem aliança voltada à inovação na Serra Gaúcha

O reitor da Universidade de Caxias do Sul, professor Evaldo Antonio Kuiava, e o reitor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Carlos André Bulhões, reuniram-se, na manhã de sexta-feira, dia 21 de janeiro, para debater alianças regionais voltadas à inovação. O encontro ocorreu na reitoria da UCS.

Proposta por Bulhões, a reunião discutiu o modelo já implementado na região metropolitana, chamado Aliança para Inovação, e que poderia ser ampliado para a Serra Gaúcha. A iniciativa metropolitana, além da UFRGS, conta com a parceria da PUCRS e da Unisinos, com o objetivo de potencializar o ecossistema de inovação e desenvolvimento de Porto Alegre e cidades próximas.

Considerada pelo último Ranking Universitário da Folha (RUF) a Universidade Comunitária mais inovadora do Brasil, a UCS se destaca por iniciativas como a UCSGRAPHENE, planta de produção de grafeno, que desenvolve ainda soluções para a indústria a partir da matéria-prima. Bulhões aproveitou a passagem por Caxias do Sul para conhecer a iniciativa, localizada no bloco 71, do Campus-Sede, e que é credenciada como uma unidade Embrapii – Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial – em território gaúcho.

“Nosso trabalho tem mostrado a Inovação como um alicerce importante para conectar a academia, o setor empresarial e a sociedade. Uma Aliança para a Inovação se torna necessária na Serra gaúcha, uma região reconhecida pelo empreendedorismo”, projetou Kuiava, que reforça ainda que a UCS aparece no Ranking das Universidade Empreendedoras, com destaque entre as Instituições Privadas e Comunitárias, ilustrando a sua vocação inovadora.

“As instituições de educação têm o respaldo necessário para avançar como articuladoras no fomento ao desenvolvimento regional. Já fizemos visitas a algumas regiões para levar essa ideia e hoje foi a vez de visitarmos esse município tão importante para a economia do RS e do Brasil que é Caxias do Sul”, explicou Bulhões.

Como funciona a Aliança para a Inovação na Região Metropolitana

A Aliança para Inovação é uma articulação entre Universidades na região metropolitana. A união entre elas tem o objetivo de potencializar ações de alto impacto em prol do avanço do ecossistema de inovação e do desenvolvimento. A Aliança quer transformar a região em referência internacional no ambiente de inovação, conhecimento e empreendedorismo.

Fonte: Assessoria de Comunicação/UCS

 

Foto: Thaís Schiavo

Amazon disponibiliza vagas de trabalho para Economistas

Liderar a tomada de decisões estratégica com dados e tecnologia

A tomada de decisões inteligente transformou a Amazon de uma startup de garagem a uma líder do setor de tecnologia, varejo e conteúdo. Conforme a empresa cresceu, aumentou também sua necessidade de abordagens e sistemas sofisticados para responder perguntas de negócios. Economistas estabelecem parcerias com líderes de negócios, engenharia, finanças e ciência e vasculham petabytes de dados para encontrar soluções para problemas que afetam milhões de clientes globais.

Os economistas da Amazon aplicam técnicas científicas e desenvolvem modelos complexos de larga escala que lidam com problemas chave de negócios enfrentados em diversas organizações da Amazon, que inclui varejo, computação em nuvem, pesquisa, operações corporativas globais, transmissão de vídeo e operações. Quer seu histórico seja em micro aplicada, em macro aplicada/séries temporais, em E/S empírica, em econometria teórica ou em outra área de especialidade, há um grande volume de perguntas às quais é possível aplicar seu treinamento, e uma abundância de dados para serem aproveitados. Nós temos funções na Equipe de Economia Central e também integradas às organizações de negócios. Independentemente de onde você trabalha na Amazon, você vai colaborar com o Diretor Economista Pat Bajari e uma vasta comunidade de doutores em economia extremamente talentosos para abordar os problemas mais desafiantes na tecnologia e no comércio eletrônico.

Na Amazon, você terá a oportunidade de aplicar suas habilidades diretamente nos problemas de negócio com grandes impactos imediatos e nunca mais precisará se esforçar para obter dados de alta qualidade.

Clique AQUI para maiores informações

Cofecon divulga concursos em várias regiões do país

O Conselho Federal de Economia (Cofecon) divulga vários concursos com inscrições abertas e vagas para economistas registrados nos Conselhos Regionais.

As oportunidades estão distribuídas por vários estados nas cinco regiões do Brasil e a remuneração inicial mais alta supera os 10 mil reais.

Leia os editais e busque sua vaga!

Acesse https://bit.ly/3KzpC27

HDI Seguros busca estudantes de Ciências Econômicas para estágio na empresa

A HDI seguros está com vagas abertas para o Programa de Estágio 2022 – Agora é sua vez. As oportunidades são voltadas para jovens das regiões de São Paulo e Santo André (SP), Blumenau (SC), Porto Alegre (RS), Curitiba (PR), Itajaí (SC) e Fortaleza (CE).

As inscrições estão abertas até dia 07 de fevereiro, para candidatos graduandos, do período noturno – com matrícula ativa e previsão de formatura entre janeiro e dezembro de 2024 –, nos cursos de Administração de Empresas, Direito, Engenharia de Produção, Marketing, Comunicação, Engenharia, Ciências Atuariais, Ciências Contábeis, Estatística, Matemática, Economia, entre outros correlatos. E, também, para os estudantes do ensino técnico do segundo ano em diante.

Com duração de 24 meses, as oportunidades são para atuar na área Comercial, Subscrição de Vida, Subscrição de Transporte, Jurídica, Recursos Humanos e Analytics.

Clique aqui para se inscrever!

Atenção Economista! Garanta 10% de desconto na anuidade durante o mês de janeiro

Economista,

aproveite esta oportunidade! Você ganha 10% de desconto

ao realizar o pagamento de sua anuidade em janeiro!

Caso você não tenha recebido o boleto ou tenha mudado de endereço, entre em contato através do e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. , solicite um novo boleto e aproveite o desconto de 10% para pagamento até o dia 31 de janeiro.

Caso você tenha a opção de “Débito Direto Automático” ou “DDA” autorizada em seu banco, você pode realizar o pagamento de sua anuidade diretamente pela sua conta, seja pela internet ou aplicativo.

Para Clientes do Banco do Brasil:

Acesse sua conta, vá em pagamentos, 2ª  via de boletos registrados no BB e gere seu boleto.

Para clientes do Banrisul:

Ao acessar sua conta, vá em Pagamentos e selecione a opção “DDA”.

Para clientes Itaú:

Ao acessar sua conta, vá na opção “Pagar Conta” e selecione a opção “DDA – boleto eletrônico”.

Para clientes Caixa:

Ao acessar sua conta, entre na opção “Pagamentos”, selecione “Débito Direto Autorizado” e em seguida “DDA CAIXA”.

 

Para os demais bancos:

Ao acessar sua conta, procure a opção de pagamentos, e encontre a opção que possui a sigla “DDA” ou “Débito Direto Automático”.

 

Solicite o boleto através do e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Presidente do Corecon-RS participa da formatura dos novos bacharéis em Economia da PUCRS

Com o objetivo de estreitar ainda mais as relações com os alunos e com as instituições acadêmicas, o Corecon-RS inicia o ano de 2022 acompanhando as solenidades de formaturas de graduação dos cursos de Ciências Econômicas nas universidades gaúchas.

O presidente do Corecon-RS, economista Mário de Lima, participou, no dia 14 de janeiro último, da  solenidade de colação de grau dos novos bacharéis em Ciências Econômicas da Pontifícia Universidade Católica do RS (PUCRS). O evento aconteceu no Salão de Atos da PUCRS.  

Os novos bacharéis em Economia são Mayara Duarte Lopes, Américo Pinheiro da Costa, Camila Fagundes dos Santos, Clarissa Vieira Da Cunha Silveira, Gabriel Souza da Silva, Laura Hirche Almeida, Mariana Soares Pinto, Matheus Van Der Halen Freitas, Pedro Augusto Lazzarotto Adami, Rodrigo de Oliveira Martins, Vitor Siviero de La Corte, Walter Schneider Reichert e Wesley Renan Hans de Almeida. O Aluno Destaque da turma foi Walter Schneider Reichert.

Economista Ezequiel Megiato assume Pró-Reitoria Acadêmica da UCPel

 

O professor Ezequiel Insaurriaga Megiato assumiu, neste mês de janeiro, a Pró-Reitoria Acadêmica da Universidade Católica de Pelotas (PRAC/UCPel). Doutor e Mestre em Economia pela Unisinos, Ezequiel é graduado em Ciências Econômicas pela UCPel, onde se especializou em Controladoria e Finanças. Atua como professor na Instituição desde 2012, com passagens por outras áreas, como Coordenação de Planejamento, coordenador de cursos Lato Sensu e, por fim, como coordenador do Escritório de Desenvolvimento Regional (EDR). É o atual presidente da presidente da Associação dos Economistas da Região Sul do RS (Aeconsul).

Conforme o novo pró-reitor, um dos objetivos da gestão será o de ampliar a integração da Católica com diversos segmentos da sociedade, repensando currículos e pesquisas e planejá-los a partir das demandas locais. “Queremos também uma extensão cada vez mais potente e presente nas comunidades periféricas”, afirma. Para o professor, a lembrança do seu nome pelo reitor José Carlos Pereira Bachettini Júnior é também uma homenagem ao EDR e ao trabalho realizado junto à extensão universitária. “Sempre desejei trabalhar na UCPel e ser professor. Me considero filho da instituição, aqui fiz minha graduação e pós-graduação. É minha segunda casa”, complementou.

Fonte: Assessoria de Imprensa UCPel

Governo Federal anuncia medidas para regularizar dívidas de empresas do Simples Nacional


- Novos programas permitem entrada de 1% e parcelamento que pode chegar até 137 meses -

A Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) anunciou na última terça-feira, dia 11, dois programas para regularizar dívidas de empresas do Simples Nacional. As medidas são uma resposta do governo federal, que vetou o Refis às pequenas empresas, aprovado pelo Congresso Nacional, e foram publicadas em edição extra do Diário Oficial da União (DOU) nesta tarde. 

De acordo com a PGFN, as novidades anunciadas são o Programa de Regularização do Simples Nacional e a Transação do Contencioso de Pequeno Valor do Simples Nacional.

O Programa de Regularização do Simples Nacional permite a microempreendedores individuais (MEI), microempresas (ME) e empresas de pequeno porte (EPP) optantes do Simples Nacional, afetadas pela pandemia de covid-19, descontos e parcelamentos de suas dívidas. A entrada pode ser de 1% do valor total do débito, com pagamento dividido em até oito meses.

O restante, de acordo com a PGFN, é parcelado em até 137 meses com desconto de até 100% de juros, das multas e dos encargos legais. Esse desconto deve observar o limite de 70% do valor total do débito. O órgão informou que os descontos serão calculados a partir da capacidade de pagamento de cada empresa, e as parcelas mínimas são de R$ 100 ou de R$ 25 no caso dos microempreendedores individuais.

Já o edital de Transação do Contencioso de Pequeno Valor do Simples Nacional permitirá que o empresário dê uma entrada de 1% a ser paga em três parcelas. O restante poderá ser parcelado em nove, 27, 47 ou 57 meses com descontos de 50%, 45%, 40% e 35%, respectivamente. Quanto menor é o prazo escolhido, maior é o desconto no valor total da dívida.

Esse edital vale somente para dívidas inscritas até 31 de dezembro. A PGFN explicou que, para aderir, o valor da dívida deve ser menor ou igual a R$ 72.720, ou 60 salários mínimos. Nesse caso, a parcela mínima é de R$ 100, ou de R$ 25 no caso dos microempreendedores individuais, e a adesão não depende de análise da capacidade de pagamento do contribuinte.

Fonte: Jornal Zero Hora

Página 1 de 95