Abertas inscrições para o XIV Congresso Brasileiro de Economia

Encontram-se abertas as inscrições para o XXIV Congresso Brasileiro de Economia (CBE), que acontecerá de 8 a 10 de setembro próximo, pela primeira vez em formato totalmente virtual. Como tema central, o “Perspectivas da economia brasileira pós-pandemia” Congresso discutirá a atual conjuntura e os caminhos para uma recuperação econômica sustentável. Políticas públicas, sustentabilidade, mercado, futuro do trabalho, economia internacional, tecnologia e inovação são os tópicos que serão debatidos por economistas e outros especialistas dos mais renomados no cenário nacional e internacional.

O Congresso Brasileiro de Economia é um tradicional evento realizado pelo Sistema Cofecon/Corecons desde 1968, com edições a cada dois anos, cada vez em uma cidade-sede diferente. Por se realizar de forma virtual, esta edição permitirá a participação de estudantes, economistas e outros profissionais de todo o país. Após o evento, todo o conteúdo ficará disponível para os participantes na internet, por meio de aplicativo próprio.

A programação do XXIV Congresso Brasileiro de Economia conta com palestras, mesas redondas, workshops, encontros temáticos, apresentação de trabalhos científicos e cerimônias de premiações e homenagens. Serão mais de 100 palestrantes e 80 horas de conteúdo ao longo de três dias de evento. O CBE 2021 acontecerá de 08 a 10 de setembro, nos períodos matutino, vespertino e noturno.

O CBE 2021 também terá espaço para a apresentação de trabalhos científicos. Pela primeira vez, os trabalhos inscritos no Prêmio Brasil de Economia poderão ser exibidos pelos seus autores durante a programação do Congresso, sejam monografias, artigos ou livros de economia. Além desses trabalhos, haverá também a apresentação de dissertações de mestrado e teses de doutorado. Especialmente neste ano, haverá ainda uma seção de apresentação de artigos temáticos sobre os 70 anos da regulamentação da profissão de economista no Brasil.

Clique AQUI para mais informações e inscrição

UFRGS abre Processo Seletivo para ingresso no Mestrado Profissional

A coordenação do Programa de Pós-Graduação Profissional em Economia torna público o edital 01/2021, referente ao processo seletivo para ingresso no curso de Mestrado Profissional em 2022. O processo seletivo será inteiramente digital, e as inscrições, realizadas neste link , estarão disponíveis no período entre 06 a 13 de outubro de 2021.

Clique aqui para acessar o Edital 01/2021

O processo seletivo será inteiramente digital.

Para obtenção do diploma, é necessário que o aluno cumpra os créditos obrigatórios com aprovação, obtenha a frequência mínima exigida de 75% em cada disciplina, além de entregar e apresentar o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

O mestrado conta com 30 vagas, sendo 10 delas reservadas para ingresso de servidores do TCE/RS, conforme convênio com o Programa de Pós-Graduação Profissional em Economia. O processo seletivo conta com três etapas, a saber: prova de conhecimentos específicos, análise de projetos e entrevista.

Os candidatos aprovados e classificados ingressarão no curso em março de 2022, com previsão de conclusão em 24 meses.

Dúvidas sobre o curso e o processo seletivo podem ser remetidas ao e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

 

Prefeito em exercício Ricardo Gomes sanciona Programa de Microcrédito


O prefeito em exercício Ricardo Gomes sancionou, na tarde da última terça-feira, dia 14, o projeto de lei que cria o Programa Municipal de Microcrédito (PLE 005/21), destinado a pessoas de baixa renda e a microempresas que atuam na cidade de Porto Alegre, considerado um eficiente instrumento de redução das desigualdades sociais e como um mecanismo de inclusão da produção responsável. O Projeto, de autoria do Executivo, foi aprovado por unanimidade pela Câmara Municipal em agosto último e tem como justificativa de que a medida tem por finalidade facilitar o acesso, por parte de potenciais produtores de baixa renda, a mecanismos de crédito, com o intuito de estimular o empreendedorismo e a formalização do mercado de trabalho, além de também contemplar as famílias em vulnerabilidade através de crédito fácil para reparos de suas residências.

Segundo o prefeito em exercício, este projeto é uma das prioridades da atual gestão. “Existia uma lacuna no mercado de crédito para pessoas que não têm acesso ao sistema bancário e este Programa se apresenta como uma função social muito forte, já que possibilita que os microempreendedores invistam em seus negócios, oportunizando-lhes uma vida mais digna para os que mais precisam do cuidado social”.

O Diretor de Microcrédito e Empreendedorismo, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico Trabalho e Turismo (SMDET), economista Felipe Garcia, lembrou que o grande diferencial do Programa é que as ações para o microcrédito orientado à produção oferecerão uma oportunidade de inclusão financeira a empreendedores vulneráveis, “impulsionando, de forma efetiva, a capacidade de geração de renda autônoma”.

O Secretário Adjunto da Fazenda, economista Bruno Breyer Caldas, explicou que, como se trata de um Programa com implementação gradual e escalonada, estão reservados no orçamento aportes financeiros previstos de R$ 1.661.440,00, no primeiro ano de vigência do Programa, R$ 3.298.944,00 no segundo ano, e R$ 5.582.156,80 no terceiro e último ano. “Da mesma forma, dentro do Plano Plurianual, foi criado, na SMDET, um projeto de atividade próprio do Microcrédito com as respectivas metas e objetivos do Programa”.

O prefeito Sebastião Melo, que está em Brasília para uma série de agendas de atração de investimentos, exaltou o avanço de mais uma medida para apoiar a população na retomada econômica. “Assumimos com os cidadãos o compromisso público de dar oportunidade de desenvolvimento a todos e, em função disso, estamos construindo caminhos concretos, como o microcrédito, uma política pública que reuniu as melhores experiências e inova para entregar soluções a quem mais precisa”.

A solenidade aconteceu no Salão Nobre do Palácio Municipal.

Fonte: Ascom/PMPA;Assimp/Corecon-RS
Foto: Ascom/PMPA

Inscrições abertas para o 25º Encontro de Economistas da Região Sul - Enesul

Economistas de referência regional e nacional estarão reunidos virtualmente, nos dias 6 e 7 de outubro, durante a 25ª edição do Encontro de Economistas da Região Sul (Enesul), cujo objetivo é debater temas atuais de políticas econômicas. O evento será promovido Pelos Conselhos Regionais de Economia do Rio Grande Do Sul, Santa Catarina e Paraná e terá como tema principal “Mais uma década perdida e a recuperação nacional pós-Covid19: desafios”.

O objetivo do evento é contribuir para o desenvolvimento e debate entre economistas e a população em geral. Economistas renomados irão expor suas visões sobre temas como pandemia, mercado de trabalho e políticas sociais.

O encontro contará com a participação de universidades e das principais instituições de pesquisa dos setores público e privado dos três estados da região Sul, para abordar, discutir e refletir sobre os temas definidos na programação, os quais remetem à economia nacional e à sociedade brasileira.

Em virtude da pandemia, que ainda afeta o dia a dia da sociedade, as atividades ocorrerão virtualmente, na forma de videoconferências e com assistência virtual dos participantes, visando manter a dinâmica de suas edições anteriores. Para participar, basta adquirir seu ingresso em www.sympla.com

Sobre o Enesul

O Enesul surgiu de uma discussão regional de temas do interesse da categoria dos economistas, que se reúnem anualmente, no segundo semestre de cada ano, em eventos de âmbito nacional como: o Congresso Brasileiro de Economistas (CBE), em anos ímpares, e o Simpósio Nacional dos Conselhos de Economia (Since), em anos pares. Assim, para subsidiar as discussões no âmbito nacional, os Encontros Regionais são realizados a cada ano anterior ao do evento nacional. O Enesul é promovido anualmente, em sistema de rodízio, entre os Conselhos Regionais de Economia do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

SERVIÇO:

25ª edição do Encontro de Economistas da Região Sul (Enesul)

Data: 06 e 07 de outubro de 2021

PROGRAMAÇÃO:

06/10/2021 – Quarta-feira

15:00 às 15:30 – Solenidade Abertura do 25º Enesul - Presidente do Corecon-RS, Presidente do Corecon-SC e Presidente do Corecon-PR.

15:30 às 16:30 – Palestra Magna – “Mais uma década perdida e a recuperação nacional pós-Covid19:  Desafios”.
Palestrante: Econ. Marcelo Savino Portugal

16:40 às 18:00 – Painel I: “O mercado de crédito brasileiro: os desafios e os gargalos (de sempre) e as necessidades impostas pela crise”.

16:40 às 17:00 – Econ. Antonio Correa da Luz – Corecon-RS
17:00 às 17:20 – Econ. André Luiz Koerich – Corecon-SC
17:20 às 17:40 – Econ. Roberto Zurcher – Corecon-PR
17:40 às 18:00 – Moderador: Econ. Ezequiel Megiato – Corecon-RS

18:00 às 19:20 – Painel Bônus (Estudantes) - “Jovens Economistas: os desafios da inserção e os primeiros anos no mercado de trabalho”.

18:00 às 18:20 – Econ. João Pedro Zanetti Maffessoni - Corecon-RS 
18:20 às 18:40 – Econ. William Rocha Rodrigues – Corecon-SC
18:40 às 19:00 – Econ. Ana Carolina Fernandes Alves – Corecon-PR
19:00 às 19:20 – Moderador: Econ. Giovani Baggio


07/10/2021 – Quinta-feira

15:00 às 16:20 – Painel II:  “A necessidade de política fiscal expansionista durante a crise e o risco de insolvência do país”.

15:00 às 15:20 – Econ. Eurico Pereira de Souza Filho   – Corecon-PR
15:20 às 15:40 – Econ. João Ricardo Rodrigues Moreira – Corecon-RS
15:40 às 16:00 – Econ. Roberto Meurer –Corecon-SC
16:00 às 16:20 – Moderador: Econ. Guilherme Stein – Corecon-RS

16:30 às 17:50 – Painel III:  “Políticas sociais para o enfrentamento da pandemia: o papel dos economistas no desenho e implementação dos programas sociais”.

16:30 às 16:50 – Econ. Augusta Pelinski Raiher – Corecon-PR
16:50 às 17:10 – Econ. Andressa Mielke Vasconcelos – Corecon-RS
17:10h às 17:30 – Econ. Eliane Maria Martins – Corecon-SC
17:30h às 17:50 – Moderador: Econ. Marcelo Ayub Monteiro – Corecon-RS

18:00 às 18:30 – Encerramento e considerações finais – Presidentes dos Conselhos Regionais.

Para inscrições e maiores informações, acesse: www.sympla.com.br/25-enesul---encontro-dos-economistas-da-regiao-sul__1341106

LIVE: “Economia dos transplantes: resultados de pesquisas recentes”, com Giácomo Balbinotto, Alexandre Marinho, Cássia Favoretto e Tallys Kalynka Feldens


Os professores e economistas Giácomo Balbinotto Neto, da Universidade Federal do RS (UFRGS), Alexandre Marinho (UERJ, IPEA), Cássia Favoretto (UEM) e Tallys Kalynka Feldens (UFPR) participam de LIVE, no dia 14 e setembro (terça-feira), às 19 horas. Abordarão o tema “Economia dos transplantes: resultados de pesquisas recentes”, dentro do projeto “Força-tarefa: economistas falam à sociedade gaúcha”, promovido pelo Corecon-RS.

Transmissão
www.facebook.com/coreconrs
youtube.com/c/CoreconRS2020

 

Breve Currículo

Alexandre Marinho
Bacharel em Ciências Econômicas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), mestre e doutor em Economia pela Fundação Getulio Vargas (JGV/RJ), e pós-doutorado em Administração pelo Instituto Coppead de Administração da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Atualmente é Técnico de Planejamento e Pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada e Professor Associado da Faculdade de Ciências Econômicas da UERJ. Foi membro da Câmara Técnica Nacional de Ética, Pesquisa e Educação em Transplantes do Sistema Nacional de Transplantes entre dezembro de 2010 e dezembro de 2014.

Cásia Kely Favoretto 
Graduada em Ciências Econômicas pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), mestre em Economia pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e doutora em Economia Aplicada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Foi Coordenadora do Programa de Pós-graduação em Ciências Econômicas UEM (PCE/UEM). Docente do Programa de Pós-graduação em Ciências Econômicas (PCE) e do Departamento de Economia-UEM. É bolsista de produtividade em pesquisa do CNPq - Nível 2. Realiza pesquisas nas seguintes áreas: Economia da Saúde, Microeconomia, Economia do Agronegócio e Métodos Quantitativos em Economia.

Tallys Kalynka Feldens
Doutoranda em Desenvolvimento Econômico na Universidade Federal do Paraná (UFPR) e Economista da Secretaria de Estado da Saúde do Paraná (SESA-PR).

Giácomo Balbinotto Neto
Graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, mestrado em Economia pelo Instituto de Estudos e Pesquisas Econômicas e doutorado em Economia pela Universidade de São Paulo. Atualmente é Professor Associado IV da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e pesquisador do IATS/UFRGS. Professor de Economia da Saúde do PPGE/UFRGS e Pesquisador do Instituto de Avaliação de Tecnologias em Saúde da UFRGS (IATS/UFRGS). Orientador de Doutorado e mestrado. Suas linhas de pesquisa são Economia da Saúde, Avaliação de Tecnologia em Saúde, Economia dos transplantes e Farmacoeconomia.

 

Estudante de Santa Catarina vence vence Gincana Nacional de Economia


O estudante catarinense Luís Eduardo Candiotto Tereza, da Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC), é o grande campeão da X Gincana Nacional de Economia. Ele superou outros oito rivais na final e ganhará um prêmio de R$ 2.500,00. Em segundo lugar ficou Rafael de Souza Teixeira, da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Ele receberá um prêmio de R$ 2.000,00. Gisele de Paiva Furieri, da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), foi a terceira colocada. Ela receberá um prêmio de R$ 1.500,00. O quarto lugar coube a Iure dos Santos Lima, da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). Ele receberá um prêmio de R$ 1.000,00.

Para chegar à etapa nacional da Gincana, os estudantes primeiro venceram uma etapa regional, realizada no mês de julho. A fase nacional foi constituída por dois jogos, sendo um simulando o mercado imobiliário, disputado no dia 06, e outro simulando o mercado cambial, disputado hoje (07).

Nove estudantes alcançaram um lugar na grande final, realizada hoje (07). Eles voltaram a disputar os dois jogos. A classificação foi a seguinte:

1º SC – Luís Eduardo Candiotto Tereza;
2º MG – Rafael de Souza Teixeira;
3º ES – Gisele Paiva Furieri;
4º BA – Iure dos Santos Lima;
5º AM – Marcelo Lopes Serudo;
6º AM – Marília Campos de Oliveira;
7º RN – Wesley Macly Oliveira Marques;
8º SP – Angelo Laurencini Olimpieri Schutte;
9º AL – Ricardo Felipe da Silva.

Ao contrário de edições anteriores, quando a competição era disputada em duplas, a pandemia e a necessidade do isolamento social fizeram com que a disputa ocorresse de forma individual. A Gincana Nacional de Economia é disputada desde 2011 e realizada de forma paralela ao principal evento do Sistema Cofecon/Corecons no ano – o Simpósio Nacional dos Conselhos de Economia, nos anos pares, e o Congresso Brasileiro de Economia (que começa na próxima quarta-feira), nos anos ímpares. Em 2020, devido ao cancelamento do Simpósio, a Gincana também foi cancelada.

Fonte: Assessoria de Imprensa Cofecon

Clique AQUI para acessar matéria completa 

Morre ex-ministro do Plajenamento, economista João Sayad

O ex-ministro do Planejamento e professor de Economia, João Sayad, faleceu, no último domingo, dia 5 de setembro, no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, onde estava internado, há mais de um mês, para tratamento de um câncer. Primeiro ministro do Planejamento após a redemocratização do Brasil, Sayad participou da equipe que desenhou o Plano Cruzado, em 1986. Integrante do grupo conhecido como “novos economistas paulistas”, ao lado de José Serra, Luciano Coutinho e André Franco Montoro Filho, Sayad atuou também como consultor do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e chefiou a Secretaria de Finanças na prefeitura de São Paulo

Nascido em São Paulo, em 1945, Sayad formou-se em Economia na USP em 1967 e começou a lecionar já no dia seguinte. O primeiro cargo público foi assumido em 1983, quando aceitou ser secretário da Fazenda do então governador Franco Montoro. Os resultados obtidos em São Paulo e suas ligações políticas o cacifaram para ser o ministro do Planejamento de Tancredo Neves, que não viria a assumir o mandato. No governo de José Sarney, Sayad ajudou a formular o Plano Cruzado, que tinha o objetivo de combater a hiperinflação por meio da troca de moeda e do congelamento de preços, entre outras medidas. Também foi secretário de Finanças e Desenvolvimento Econômico durante a gestão petista de Marta Suplicy na Prefeitura de São Paulo, de 2001 a 2003. Quatro anos depois, na gestão de José Serra (PSDB) no governo do estado de São Paulo, foi secretário de Cultura e presidente a Fundação Padre Anchieta, que controla a TV Cultura.

Fonte: Jornal O Globo, Wickipedia

Prefeitura abre inscrições para vagas de residência para recém-formados em Economia e outros cursos

A Prefeitura de Porto Alegre está selecionando profissionais recém-formados em diversos cursos superiores, inclusive Economia, até o dia 17 de setembro próximo. Trata-se do Programa de Residência Técnico-Superior, cujo Edital foi publicado, pela Secretaria Municipal de Administração, na edição de 24 de agosto do Diário Oficial de Porto Alegre.

O processo seletivo simplificado será conduzido pelo Instituto Consulplan. As provas ocorrem de forma on-line, com data prevista para 10 de outubro deste ano e abrangem conhecimentos específicos referentes a cada área de atuação. As inscrições devem ser realizadas exclusivamente pela Internet.

Para concorrer, o candidato pode ser formado há, no máximo, cinco anos. Os residentes aprovados cumprem carga horária semanal de 30 horas e recebem bolsa-auxílio de R$ 2.500. A iniciativa tem validade de um ano, podendo ser prorrogada por igual período.

Segundo o secretário da Administração e Patrimônio de Porto Alegre, André Barbosa, a iniciativa contribui na formação dos profissionais que recém ingressaram no mercado de trabalho. “A Administração fornecerá uma experiência única aos residentes, que poderão conhecer internamente o funcionamento da máquina pública municipal, além de receberem remuneração, e em contrapartida contará com serviços qualificados tecnicamente”, finaliza.

Criado pela lei nº 12.662/2020, o Programa de Residência Técnico Superior envolve atividades teóricas e práticas, compreendendo ensino, pesquisa e extensão, e o auxílio aos servidores com formação técnico-superior no desempenho de suas atribuições institucionais, com acompanhamento realizado pela Escola de Gestão Pública, em conjunto com a Secretaria à qual o residente esteja vinculado.

Clique AQUI para maiores informações

Matéria: Ascom/PMPA

Eleições 2021 Corecon-RS

Eleições 2021

Conforme Edital de Convocação de Eleições publicado no dia 13 de agosto do corrente ano, no Diário Oficial do Estado do Rio Grande do Sul , o Conselho Regional de Economia 4ª Região/RS, torna público que nos dias 27, 28 e 29 de outubro de 2021 estará realizando as eleições para Renovação de terço de membros deste Conselho, sendo 03 (três) Conselheiros Efetivos, 03(três) Conselheiros Suplentes, 01(um) Delegado-Eleitor Efetivo e 01(um) Delegado-Eleitor Suplente, junto ao Colégio eleitoral do COFECON.

Informamos que o prazo para as inscrições de chapas se encerra às 17h00min do dia 14.09.2021, na sede do CORECON/RS, situada na Rua Siqueira Campos, 1184, 6º andar, cj 601 a 606, Centro Histórico, Porto Alegre/RS.

Na oportunidade, informamos que todos os documentos pertinentes às eleições, encontram-se disponíveis pra download abaixo:

FICHA DE INSCRIÇÃO DE CHAPA - BAIXAR


REQUERIMENTO DE INSCRIÇÃO DE CHAPA - BAIXAR

COLÉGIO ELEITORAL PROVISÓRIO

CARTILHA ELEITORAL 2021 - BAIXAR

Publicação DOE-RS

Extrato edital de eleições 2021

Clique AQUI para acessar todas as informações no Site "Eleições"

Bate-papo de Finanças faz análise da conjuntura econômica deste 1º semestre

No próximo dia 09 de setembro, o Tesouro do Estado promove, em parceria com o CoreconRS, o seu tradicional Bate-Papo de Finanças. O tema desta edição é a Conjuntura Econômica do 1º semestre de 2021. O evento contará com a abertura do Subsecretário do Tesouro, Bruno Jatene e do presidente do CoreconRS, economista Mário de Lima. Os painelistas convidados são Maria Juliana Fabris, analista e coordenadora do Departamento Econômico do Banco Central em Porto Alegre e Fernando Lara, economista da Divisão de Estudos Econômicos e Fiscais e Qualidade do Gasto/Tesouro e professor da Unisinos.

Fernando Lara antecipa que deverá abordar questões relativas a certos preços como os dos combustíveis e dos alimentos e os reflexos disso no processo de recuperação das economias brasileira e gaúcha. Lara destaca, por exemplo, o indicador que sinaliza o valor das principais culturas da agropecuária do RS, conforme o gráfico abaixo. Em função dos bons resultados da produção, dos movimentos da taxa de câmbio e dos preços internacionais, este indicador ilustra como o setor vem experimentando uma dinâmica muito favorável ao longo dos últimos meses.


 

Lara também chama a atenção para o comparativo de setores. “Os dados relativos à atividade econômica divulgados pela Sefaz/RS mostram que a indústria do RS também encontra-se em um processo bastante forte de recuperação, com grande participação de máquinas agrícolas. Isto contrasta com o desempenho do comércio e do mercado de trabalho, que também voltaram a apresentar evolução, porém de forma mais lenta”, analisa. Para o economista, a palavra-chave que define a situação conjuntural é contraste.


grafico 2

O evento acontece das 14 às 16 horas e será transmitido, de modo aberto, nas páginas do Facebook da Secretaria da Fazenda e do CoreconRS.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa/Tesouro do Estado RS

Página 1 de 89