Ações voltadas ao fortalecimento da profissão marcaram Semana do Economista

Além da Campanha de Valorização do Economista, que o Corecon-RS vem realizando, desde o mês de abril deste ano, com a publicação de cards personalizados de economistas, que atuam nos mais variados setores da sociedade gaúcha, na semana que marcou a passagem do Dia do Economista, o Corecon-RS promoveu e participou de uma série de ações, cujo foco foi o fortalecimento da profissão. Ao longo da Semana, foram publicados nas redes sociais vídeos de profissionais da Economia ressaltando sua atuação no mercado e enfocando os cenários e perspectivas para a economia regional, nacional ou internacional. No dia 12, quinta-feira, a Entidade promoveu reunião dos coordenadores e professores dos cursos de Ciências Econômicas do RS com os técnicos da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico e Turismo do RS (Sedetur), para darem início às discussões sobre o processo de atualização e regionalização da política industrial do Governo do Estado.

A reunião foi decidida a partir de encontro, realizado dois dias antes, na sede da Secretaria, entre o presidente do Corecon-RS, economista Mário de Lima, o ex-conselheiro Aristóteles Galvão, com o titular da Pasta do Desenvolvimento, Edson Brum, seu adjunto Joel Maraschim, e seu diretor Gustavo Rech. Através da plataforma GoogleMeet, participaram os coordenadores de Cursos André Redivo (Unipampa), 

Blanca Gamarra (Furg), Camila Fores (Unisinos), Carlos Conte (UFSM/P.Missões), Kellen Fraga (Pucrs), Maurício Weis (Ufrgs), e os professores Daniel Arruda Coronel (UFSM), Gibran Teixeira (Furg), Gustavo de Moraes (Pucrs), Márcio Kalkmann (Fahor), Mateus Frozza (UFN), Mônica Mattia (UCS/pres. Corede Serra), Pedro Leivas Leite (Furg) e Sílvio Arend (Unisc). Pela Secretaria, estiveram presentes o secretário adjunto Joel Maraschin e seu diretor, Gustavo Rech, e pelo Conselho, o presidente Mário de Lima e o ex-conselheiro Aristóteles Galvão. Do encontro, onde foram discutidas propostas e ações de atualização do projeto atual da política industrial, ficou decidido novos encontros já com propostas mais voltadas à regionalização, com participação direta dos Cursos de Economia de cada região do Estado.

 

A Universidade de Caxias do Sul (UCS) promoveu, na sexta-feira, dia 13, uma reunião especial comemorativa ao Dia do Economista. O evento aconteceu dentro do Seminário “Atuação Profissional do Economista”, alusivo à passagem dos 70 anos da profissão, que contou com a participação do prefeito de Caxias do Sul, economista egresso da UCS, Adiló Didomenico, do presidente do Corecon-RS, economista Mário de Lima, e do ex-conselheiro Aristóteles galvão, e dezenas de outros economistas ligados ao corpo docente, profissionais atuantes na Região e, ainda, estudantes de Economia da Universidade. O evento, que abordou a importância dos conhecimentos da ciência econômica na gestão pública dos municípios e na carreira privada dos economistas e os grandes desafios a serem enfrentados pelos profissionais da Economia, teve a coordenação da professora economista Jacqueline Maria Corá,

 

O presidente do Corecon-RS, economista Mário de Lima, foi um dos participantes do encontro dos economistas da zona sul do RS, ocorrido na última sexta-feira, dia 13, Dia do Economista, numa promoção da Aeconsul. O encontro, que abordou a carreira do economista em tempos de pandemia, foi coordenado pelo presidente da Aeconsul, economista Ezequiel Megiato, e contou com a participação da economista Cláudia Lemos e de diversos profissionais que atuam a região sul do Estado.

 

 

Outras faculdades de Economia realizaram eventos alusivos à Semana do Economista. O Curso de Ciências Econômicas da Universidade Federal do Pampa (Unipampa) realizou o V Secon, transmitido pelo  youtube, com as palestras "Brasil, uma economia que não aprende", com Paulo Gala, "Impactos socioeconômicos provocados pela pandemia da Covid-19 na Fronteira da Paz", com os professores Altacir Bunde e Vanessa Dutra, e "Environmental, Social and Governance (ESG): da Empresa ao Investimento", com a professora Debora Hoff. Na foto, um bate pato do coordenador do Curso, professor economista André Redivo, com egressos da Economia da Unipampa.

 

Obstrab/UCS publica Boletim Anual da Juventude e Mercado de Trabalho

O Observatório do Trabalho da Universidade de Caxias do Sul (Obstrab/UCS) publica, na Semana da Juventude, o Obstrab publica o Boletim Anual Juventude e Mercado de Trabalho, que tem como objetivo identificar a participação do jovem no mercado formal de trabalho. O presente boletim tem como objetivo identificar o cenário do emprego para os jovens na região de abrangência da Universidade de Caxias do Sul (UCS) durante o primeiro semestre de 2021, buscando evidenciar a possível recuperação dos postos de trabalho após o choque em março de 2020 do Covid-19 nesse grupo social.

Diante disso, o Boletim conta com diversos dados, como número de postos de trabalho por setor, escolaridade, faixa etária, tipo de vínculo e muito mais. Portanto, ao final desta publicação, o leitor terá muitas informações e clara noção sobre o comportamento do jovem no mercado de trabalho na região da UCS ano de 2021 e em anos anteriores.

Clique AQUI para cessar o boletim

Corecon-RS promove reunião da Secretaria de Desenvolvimento Econômico com professores de Economia


Os coordenadores dos cursos de Ciências Econômicas do RS reuniram-se na tarde da última quinta-feira, dia 12, com os técnicos da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico e Turismo do RS (Sedetur), para darem início às discussões sobre o processo de atualização e regionalização da política industrial do Governo do Estado. A reunião foi decidida a partir de encontro entre o presidente do Corecon-RS, economista Mário de Lima, e o ex-conselheiro Aristóteles Galvão, com o titular da Pasta do Desenvolvimento, Edson Brum, seu adjunto Joel Maraschim, e seu diretor Gustavo Rech, ocorrido no dia 10 de agosto último, na sede da Secretaria.

O presidente do Corecon-RS, economista Mário de Lima, abriu o encontro agradecendo a participação dos professores e dos técnicos da Secretaria. Lembrou a importância do encontro, que “pode iniciar um valoroso debate em direção à construção de soluções de desenvolvimento regional, tendo os economistas como protagonistas de soluções para o Estado, a partir do conhecimento acadêmico sobre crescimento, desenvolvimento econômico e análise de políticas públicas, que existem nas faculdades de ciências econômicas nas diferentes regiões do RS, ainda que durante o debate sejam encontradas outras alternativas que não propriamente à política industrial, mas provocadas pela discussão que ela poderá gerar. Nossa participação no debate é a melhor forma de fortalecermos a nossa profissão e nossos cursos”, completou.

O ex-conselheiro do Corecon, economista Aristóteles da Galvão, disse que esta é a primeira de muitas ações em que os economistas e os cursos de Economia se farão presentes, com sugestões, críticas e posições técnicas, embasadas no profundo conhecimento que a academia e a profissão lhes proporcionou. “As universidades estão sedentas e disponíveis para participarem, através de seu corpo docente e de seus alunos, na construção de uma sociedade cada vez melhor”, afirmou.

O diretor da Secretaria, Gustavo Rech, disse que a Secretaria está ouvindo diversos setores, formadores de opinião e de conhecimento, que são “de extrema importância para a discussão sobre a atualização de uma política industrial que hoje ainda não condiz com a realidade atual de recuperação econômica do Estado do RS”. Rech, que é o responsável pelos principais programas de incentivos do Estado, assim como o de atualização da nova política industrial, apresentou o trabalho desenvolvido pela Secretaria. Disse que se trata de uma introdução à política industrial, já que a Secretaria ainda não possui estudos conclusivos sobre o tema.

O secretário-adjunto da Sedetur, Joel Maraschin, agradeceu o Corecon por aproveitar a Semana do Economista para buscar a participação dos coordenadores de Cursos nas discussões e atualização da política industrial do RS. “Os economistas estão, de uma certa forma, sendo privilegiados em debaterem conosco, nessa fase bem inicial, dessa nossa proposta e, depois de ouvirmos os mais diferentes representantes do setor produtivo, como Fiergs, Federasul, entre outros segmentos importantes da nossa economia, podermos partir para a criação degrupos técnicos e os debates setoriais, na busca de uma proposta que contemple as diferentes regiões do nosso Estado”, disse.

Os professores manifestaram-se sobre a importância de os Cursos, com seus especialistas, serem protagonistas dessa discussão e sobre a necessidade de as novas reuniões se aprofundarem sobre o tema. 

Os docentes que participaram da reunião, realizada através da plataforma GoogleMeet, foram os coordenadores de Cursos André Redivo (Unipampa), Blanca Gamarra (Furg), Camila Fores (Unisinos), Carlos Conte (UFSM/P.Missões), Kellen Fraga (Pucrs), Maurício Weis (Ufrgs), e os professores Daniel Arruda Coronel (UFSM), Gibran Teixeira (Furg), Gustavo de Moraes (Pucrs), Márcio Kalkmann (Fahor), Mateus Frozza (UFN), Mônica Mattia (UCS/pres. Corede Serra), Pedro Leivas Leite (Furg) e Sílvio Arend (Unisc).

Cidade de Porto Alegre terá Programa de Microcrédito para empreendedores de baixa renda

- Projeto encaminhado ao Legislativo teve a coordenação técnica de um grupo de Economistas -


A Câmara Municipal de Porto Alegre aprovou, por unanimidade, no dia 2 de agosto último, o Projeto encaminhado pelo Prefeito Sebastião Melo, Nº 05/21, que institui o Programa Municipal de Microcrédito para pessoas de baixa renda e para microempresas que atuam no limite territorial da cidade. O Programa é visto como um eficiente instrumento de redução das desigualdades sociais e como um mecanismo de inclusão da produção responsável. A justificativa do Executivo é que a medida tem por finalidade facilitar o acesso, por parte de potenciais produtores de baixa renda, a mecanismos de crédito, com o intuito de estimular o empreendedorismo e a formalização do mercado de trabalho, além de também contemplar as famílias em vulnerabilidade através de crédito fácil para reparos de suas residências.

O público-alvo do Programa são pessoas integrantes de famílias de baixa renda inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais, do governo federal (CadÚnico), além de empreendedores de atividades produtivas exercidas no limite territorial da cidade e com receita enquadrada como microempresa.

O Diretor de Microcrédito e Empreendedorismo, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico Trabalho e Turismo (SMDET), economista Felipe Garcia, explicou que o grande diferencial do Programa é que as ações para o microcrédito orientado à produção oferecerão uma oportunidade de inclusão financeira a empreendedores vulneráveis, “impulsionando, de forma efetiva, a capacidade de geração de renda autônoma”. Sobre as ações de microcrédito para reparo de instalações sanitárias, Felipe Garcia disse que têm carácter intrínseco social, já que impactará positivamente na saúde das crianças e dos adultos. “Crianças com doenças, como diarreia, afetam o bem estar da família e a oferta de trabalho das mães, principalmente”, completou.

Segundo o Secretário Adjunto da Fazenda, economista Bruno Breyer Caldas, como se trata de um Programa com implementação gradual e escalonada, estão reservados no orçamento aportes financeiros previstos de R$ 1.661.440,00, no primeiro ano de vigência do Programa, R$ 3.298.944,00 no segundo ano, e R$ 5.582.156,80 no terceiro e último ano. “Da mesma forma, dentro do Plano Plurianual, foi criado, na SMDET, um projeto de atividade próprio do Microcrédito com as respectivas metas e objetivos do Programa”.

A elaboração do Projeto teve a coordenação dos economistas Felipe Garcia, Guilherme Stein e Marcelo Ayub Monteiro, da SMDET, e a orientação, nas questões financeiras orçamentárias, dos economistas Bruno Breyer Caldas e Mário de Lima. Também teve participação na elaboração do Programa a Procuradoria Geral do Município (PGM) e da Assessoria Técnica do Gabinete do Vice-Prefeito.

Nas vésperas do 70º Aniversário da profissão do Economista, dia 13 de Agosto, o presidente do Conselho Regional de Economia do RS (Corecon-RS), economista Mário de Lima, ressalta a importância da participação dos economistas na elaboração e gestão do Programa de Microcrédito para empreendedores e famílias de baixa renda. “Ações como essas demonstram a importância dos economistas nas mais diversas atividades e setores da economia, assim como na elaboração de políticas públicas que venham ao encontro das necessidades dos Estados e Municípios, para crescerem, desenvolverem-se e gerarem renda e qualidade de vida para os seus cidadãos”.

Foto: Joel Vargas/PMPA

 

Mário de Lima participará, nesta sexta, do encontro dos economistas da Região Sul

 

- Economista Cláudia Lemos falará sobre a carreira de economista e seu papel neste momento de pandemia -

O presidente do Corecon-RS, economista Mário de Lima, participará do encontro com os economistas da Região Sul do RS, que acontecerá nesta sexta-feira, dia 13, Dia do Economista, às 19 horas, em formato on line.

O convite foi feito pelo presidente da Associação dos Economistas da Região Sul do RS (Aeconsul), economista Ezequiel Megiato, e terá como palestrante a economista Cláudia Lemos, que falará sobre "A carreira de economista e seu papel neste momento de pandemia".

UCS realiza formatura solene dos novos bacharéis de Economia

O Curso de Ciências Econômicas da Universidade de Caxias do Sul (UCS), realizou, no dia 7 de agosto, o evento Solene de graduação de seus alunos.  A solenidade aconteceu na Vila Olímplica, com a graduação dos alunos Amanda Sandi, Cíntia Taís Sommer, Fellipe Rech, Ingrid Molon, Luiz Fernando Peroni Moz, Maurício Lopes Maidane e Rodrigo Augusto Casagrande. Participaram a coordenadora do Curso de Ciências Econômicas, professora e economista Jacqueline Maria Corá, e o paraninfo, professor e economista Mosar Leandro Ness.

No dia 29 de julho, a UCS já havia realizado, no Teatro da Universidade, a solenidade de graduação integrada, com a diplomação dos novos bacharéis Fabrício Veit Klering, Felipe Luis Argenta, João Rafael Ferrari (melhor aluno, destaque acadêmico), Matheus Ruschel e Robson Toss Quissini. Na oportunidade, o Corecon foi representando pelo economista André Mombach Weber.

Corecon-RS e Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico acertam ações de apoio à regionalização da Nova Política Industrial

O presidente do Corecon-RS, economista Mário de Lima, reuniu-se, nesta terça-feira, dia 9, com o Secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) do Estado do RS, Edson Brum. O tema do encontro foi a participação do Corecon e dos Cursos de Economia do RS no debate sobre regionalização da política industrial do Governo do Estado. Também participaram da reunião o ex-conselheiro Aristóteles Galvão, o Secretário Adjunto de Desenvolvimento, Joel Maraschin, e os diretores da Pasta, Leonardo Neves e Gustavo Rech.

O Secretário Edson Brum falou sobre a importância da atualização do plano de política industrial do RS e viu com otimismo a participação dos economistas das mais diferentes regiões do Estado na discussão das novas políticas públicas de desenvolvimento estadual.

O economista Aristóteles Galvão lembrou que as universidades possuem hoje todo o aparato e a multiplicidade de conhecimentos nos mais diversos setores da economia, para acrescentar novas ideias, contribuindo na busca de alternativas regionais extremamente eficazes.

O Secretário Adjunto Joel Maraschin informou que a Secretaria está à disposição do Corecon “para iniciarmos juntos e o mais brevemente possível, debates e ações de parcerias com os Cursos de Economia do RS”.

A reunião aconteceu na Sede da Secretaria, no Centro Administrativo do Estado, em Porto Alegre, e já definiu, como primeira ação, um encontro entre a área técnica e todos os coordenadores de Cursos de Ciências Econômicas do Estado, que acontecerá nesta quinta-feira, dia 12, às 17 horas, através da plataforma do GoogleMeet.

ReuniaoSecDesenv1O presidente Mário de Lima lembrou que a intenção do Corecon é ajudar a criar as condições institucionais, que priorizem a valorização do conhecimento “para que possamos ter uma discussão de política de Estado, com continuidade de ideias e projetos na área da indústria, verificando os ciclos de sua implementação e a sua efetividade, possibilitando a implementação de instrumentos para análise e avaliação de políticas públicas”. Disse, ainda, que "uma reunião com nossos colegas coordenadores permitirá levar para as regiões do RS, a discussão da proposta de política industrial do Estado, colocando os economistas de todas as regiões na vanguarda, como os protagonistas e líderes na discussão destas e outras pautas governamentais. Tratam-se de novas atitudes que se inauguram em plena semana do economista”, acrescentou.

Fotos: Roan Martins/Sedetur /// Jairo Raymundo/Corecon-RS

UCS e Corecon promovem live pelo Dia do Economista


Dentro do Seminário "Atuação Profissional do Economista, alusivo à passagem dos 70 anos da profissão do Economista, a Universidade de Caxias do Sul (UCS) promove, no dia 13 de agosto próximo, às 18 horas, live especial comemorativa ao Dia do Economista. O evento é uma parceria com o Conselho Regional de Economia do RS (Corecon-RS).

Participarão o prefeito de Caxias do Sul, economista egresso da UCS, Adiló Didomenico, e o presidente do Corecon-RS, economista Mário de Lima, com a mediação da coordenadora do Curso de Ciências Econômicas da UCS, professora e economista Jacqueline Maria Corá.

Além de uma rápida abordagem sobre a evolução da profissão ao longo desses 70 anos e dos grandes desafios que se impõem no futuro próximo, o bate-papo entre os convidados irá focar na importância dos conhecimentos da ciência econômica na gestão pública dos municípios, assim como na carreira privada dos profissionais.

O evento será transmitido pelo GoogleMeet ajo-ajka-bnv

 

Unipampa lança Edital para seleção de professor substituto de Economia

- Trata-se de uma vaga para a área de Economia Internacional e Regional -

LogoUnipampaA Universidade Federal do Pampa (Unipampa) lança Edital de Processo Seletivo Simplificado para preenchimento de uma vaga de professor substituto na área de Economia Internacional e Regional, com carga horária de 20 horas. 

O período de inscrição é de 02 a 06 de agosto e o valor da taxa é de R$ 90,00. A remuneração básica mensal é de R$ 2.236,31, acrescida de RT (variável) e auxílio-alimentação de R$ 229,00.

Mais informações no link: https://guri.unipampa.edu.br/psa/processos/visualizarProcessoSeletivo/concursosEncerrados/11582?fbclid=IwAR2UAl7EHAaEnv297zKWgNYuD0p6jwQfbezAwZsx8LZb4O-H_SL6fxdEhHk

Economista André Weber representa o Corecon em formatura da UCS

FormaturaUCS1O Curso de Ciências Econômicas da Universidade de Caxias do Sul (UCS), realizou, no dia 29 de julho, a solenidade de formatura integrada dos seus alunos. O evento aconteceu no Teatro da Universidade, respeitando todos os protocolos de segurança.

FormaturaUCS2O O titular da Delegacia do Corecon-RS em Caxias do Sul, economista André Mombach Weber, representou o Conselho, e foi recebido pela coordenadora do Curso, professora e economista Jacqueline Maria Corá, e pelo paraninfo da turma, professor Reinaldo Boeira Duarte.

No dia 7 de agosto, acontecerá, na Vila Olímplica, o evento Solene, com a graduação dos alunos Amanda Sandi, Cíntia Taís Sommer, Fellipe Rech, Ingrid Molon, Luiz Fernando Peroni Moz, Maurício Lopes Maidane e Rodrigo Augusto Casagrande.

Página 3 de 90