Recado do presidente Clovis Meurer | 1º Encontro de Economia Corecon-RS



Marque na agenda, dia 19 de agosto, ocorre o 1º Encontro de Economistas Corecon-RS, durante as comemorações da Semana do Economista.

Será na campus Porto Alegre da Faculdade IMED, com a presença de renomados economistas e experientes profissionais discutindo grandes temas.

Acompanhe nossas páginas:

www.coreconrs.org.br
facebook.com/Corecon-RS
twitter.com/corecon4regiao

Conselheiros do Corecon-RS estarão no Enesul

Os conselheiros do Corecon-RS, economistas Darcy Francisco Carvalho dos Santos e Victor de Fraga Sant’Ana participarão, como palestrantes, do XXII Encontro dos Economistas da Região Sul (Enesul), que acontece nos dias 28 e 29 de julho, em Curitiba.

Darcy Carvalho dos Santos falará, no painel I “Situação econômica dos estados do Sul e suas perspectivas”, com início às 8 horas de sábado, no auditório da FAE Business School. Victor Sant’Ana integrará o Painel III “O economista no mercado de trabalho”, que inicia às 14h40min.

O evento acontecerá nos dias 28 e 29 de julho, em Curitiba, e enfocará assuntos importantes da economia nacional e da região Sul Voltado a economistas, estudantes dos cursos de economia e à população em geral, terá como tema principal “As perspectivas da economia brasileira sob a ótica da Região Sul”.

Ao todo, o evento contemplará quatro painéis, com temas sobre “Situação Econômica dos Estados do Sul e suas Perspectivas”, “Economia do Crime”, “O Economista no Mercado de Trabalho” e palestra com o presidente do Cofecon, economista Júlio Miragaya, que irá falar da Economia Nacional e sobre o Projeto Lei da reformulação da Profissão do Economista.

O Enesul é promovido anualmente, em sistema de rodízio entre os Conselhos Regionais de Economia do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, sempre abordando temas importantes relacionados ao desenvolvimento destes Estados.

As inscrições estão abertas e podem ser feitas através do link http://enesul.coreconpr.gov.br/

 

Unipampa promove Seminário


A Universidade Federal do Pampa (Unipampa) está promovendo, nos dias 3 e 4 de agosto próximo, em seu Câmpus em Santana do Livramento, o II Seminário Acadêmico Ferradura dos Vinhedos : "Turismo e desenvolvimento na fronteira do Brasil com o Uruguai".  

O objetivo do evento é avaliar os avanços nos estudos apresentados em 2016 e conhecer novas pesquisas sobre o roteiro nas áreas de iniciação científica e da pósgraduação., conhecer e estimular estudos no campo do enoturismo realizados da Região da Campanha Gaúcha, além de dialogar com experts com vistas ao enriquecimento dos conteúdos dos trabalhos.

Maiores informações em https://seminarioferradura.wixsite.com/2017

 

Prorrogado prazo para inscrições do Prêmio Brasil de Economia

 

O Cofecon informa que foram prorrogadas as inscrições para o XXIII Prêmio Brasil de Economia para o dia 14 de julho próximo. Os trabalhos podem ser inscritos de forma presencial na sede do Corecon/RS, na Rua Siqueira Campos, 1184 – conj. 601/606, Porto Alegre, ou pela página do Prêmio na internet, www.cofecon.org.br/pbe, até a data limite de 14 de julho de 2017. As especificações e condições de inscrição de trabalhos em cada categoria encontram-se no regulamento, que pode ser acessado aqui.

O Prêmio tem como objetivo estimular a reflexão crítica sobre a economia como ramo de conhecimento, primando por seu caráter aplicado, especialmente nas questões ligadas aos aspectos econômicos, sociais e regionais. O XXIII PBE, aclamará os melhores trabalhos nas categorias monografias de graduação, dissertações de mestrado, teses de doutorado, artigos técnicos/científicos e livros de economia.

A cerimônia de entrega das premiações do XXIII PBE, assim como da assim como da 7ª edição da Gincana Nacional de Economia, serão entregues durante o XX Congresso Brasileiro de Economia, a ser realizado, de 6 a 8 de setembro próximo, na cidade de Belo Horizonte (MG).

 Regulamento e inscrições em http://pbe.cofecon.org.br/regulamento.html

Reforma da Previdência é tema de palestra da Fecomércio


A Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Estado do RS (Fecomércio-RS) promove, nesta sexta-feira, dia 30, às 9 horas, no Salão Nobre do Hotel Plaza São Rafael (Av. Alberto bins, 534), em Porto Alegre, a palestra “Reforma da Previdência: Perda ou garantia de direitos?”, com o deputado federal Darcísio Perondi (PMDB/RS). O evento, que acontece dentro do Fecomercio-RS Debates, terá ainda, como debatedores, o vice-presidente da Fecomércio-RS, Leonardo Schreiner, e a Economista-chefe da instituição, Patrícia Palermo.

 Maiores informações em https://goo.gl/3GW9DT

 

Reforma Tributária é destaque da nova edição da Revista Economistas

 

Reforma Tributária é o destaque da 24ª edição da Revista Economistas, que o Cofecon está disponibilizando. Três artigos econômicos debatem o assunto central: “Reforma tributária progressiva: a nova agenda”, de Sérgio Gobetti e Rodrigo Orair; “A relevância da Reforma Tributária”, de Bernard Appy; e “As lições do passado são importantes para o desenho de uma reforma que mire o futuro”, de Fernando Rezende.

A publicação, com periodicidade trimestral, conta, ainda, com os artigos “As perdas de arrecadação dos estados brasileiros com a Lei Kandir e a necessidade de construção de um novo arranjo federativo fiscal”, do conselheiro federal Eduardo José Monteiro da Costa; “Políticas de Inovação e o papel da ‘educação’ nos ganhos de produtividade na economia brasileira”, de José Eustáquio Ribeiro Vieira Filho”; “Regime previdenciário e mercado de trabalho no Brasil: mitigação ou exacerbação das desigualdades de gênero”, de Eliane Araújo; e “A saúde pública brasileira no perverso novo tempo do mundo”, de Áquila Mendes. Por fim, Ricardo Maranhão e Edmar de Almeida discutem os novos rumos da Petrobrás em “Regime de Partilha garante ao País recursos para alavancar Ciência e áreas sociais” e “Crise e reestruturação da Petrobrás: a busca de uma nova missão”.

A edição digital da revista Economistas de junho já está disponível no site do Cofecon (http://cofecon.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=3623).

Inscrições abertas para o desafio "Quero ser Economista"

 

Os estudantes que estão naquela fase de decidir qual carreira seguir, têm mais uma ferramenta para ajudar na escolha da futura profissão: o Desafio Quero Ser Economista. O #DESAFIO é um jogo realizado pelo Cofecon com o objetivo de apresentar a área aos estudantes de Ensino Médio e informá-los sobre o mercado de trabalho dos profissionais economistas.

O jogo acontece apenas em ambiente online, pelo site www.desafioquerosereconomista.com.br, onde o participante responderá a enigmas, assistirá a vídeos interativos e será desafiado a cumprir diversas missões, tudo de uma forma muito divertida, simples e dinâmica. Assim, os jovens terão a oportunidade de conhecer melhor as escolas de pensamento econômico, os economistas históricos e diversos conceitos da economia.

Nessa competição todos se divertem e ganham conhecimento, mas além de aprenderem sobre a área, os estudantes também concorrem a ótimos prêmios. O campeão ganha um notebook, o vice fica com um smartphone e o terceiro lugar com um tablet.

O Desafio Quero Ser Economista está em sua segunda edição. No ano passado, 430 estudantes de 20 estados mais o Distrito Federal participaram do jogo. A competição este ano acontecerá de 3 de julho a 7 de agosto.

Para se inscrever é muito simples, basta acessar a aba “Inscreva-se” no site www.desafioquerosereconomista.com.br, criar um login, uma senha e preencher algumas informações. Nesse site, estão todas as informações relativas ao projeto.

 

Cofecon lança Concurso de Resenhas “Princípios de Economia Política” e “O Capital”


O Conselho Federal de Economia (Cofecon) e a Associação Nacional dos Cursos de Graduação em Ciências Econômicas (ANGE) realizarão, durante o 22º Congresso Brasileiro de Economia (CBE), que acontece de 6 a 8 de setembro próximo, em Belo Horizonte, uma sessão especial em comemoração aos 200 anos da publicação da obra "Princípios de Economia Política" de David Ricardo e aos 150 anos de publicação da primeira edição do Livro I de "O Capital", de Karl Marx. Como forma de estimular a produção acadêmica, lançam o Concurso de Resenhas sobre os livros mencionados, com foco em estudantes de graduação em Ciências Econômicas. Os autores dos melhores trabalhos receberão menção honrosa durante o XXII CBE, com deslocamento e hospedagem pagos pelas entidades.

Para participarem, os estudantes escrevem uma resenha sobre um dos livros e a coordenação do curso de cada faculdade selecionará o melhor trabalho sobre cada obra. O coordenador fará a inscrição pelo site resenhas.cofecon.gov.br e submeterá os textos para avaliação do Cofecon e da ANGE, que, por meio de comissão avaliadora, escolherão a melhor análise sobre cada livro. As inscrições já estão abertas e seguem até o dia 31 de julho. O regulamento encontra-se disponível no mesmo site.

Numa promoção do Cofecon e do Corecon-MG, o 22º CBE é voltado para reflexão e debate sobre os principais aspectos que afetam a economia brasileira e mundial, e terá como tema central “Desenvolvimento Econômico, Justiça Social e Democracia: Bases para um Brasil Contemporâneo”. Estarão presentes, além dos mais renomados economistas do país e de palestrantes internacionais, especialistas, autoridades governamentais, estudantes e representantes dos principais segmentos da economia e da sociedade civil em geral. Já estão confirmadas as presenças do economista argentino Roberto Frenkel (Professor Honorário da Universidade de Buenos Aires) e do norte-americano Jan Kregel (Diretor do Programa de Mestrado em Teoria Econômica no Levy Economics Institute dos EUA).

As inscrições já estão abertas e podem ser feitas por meio do site do Congresso, onde os interessados encontrarão também todas as informações disponíveis, como programação e relação dos palestrantes. Confira as modalidades e os valores de inscrição no site do Congresso: www.cbe2017.com.br

A programação do encontro prevê a realização de 24 mesas, com cerca de 90 palestrantes, além de palestras magnas, diversas atividades culturais, premiações e homenagens. Os temas vão promover uma reflexão sobre os mais variados aspectos da economia brasileira e internacional.

Bitcoin, a moeda sem fronteiras

“Bitcoin e o mercado de moedas virtuais” foi o tema da edição de junho do Economia em Pauta, ocorrido na noite do dia 13, no Hotel Plaza São Rafael, em Porto Alegre, que reuniu diversos especialistas e operadores da moeda no mercado internacional. A palestra ficou sob responsabilidade do conselheiro do Corecon-RS e pesquisador da FEE, economista Guilherme Stein. Em função de problema de agenda, o evento não pôde contar com a participação do administrador Fernando Ulrich.

O evento foi aberto pelo conselheiro do Corecon-RS, Aristóteles Galvão, que falou sobre a importância da troca de ideias sobre o mercado do bitcoin, que tem tido um crescimento muito forte, em nível mundial, nos últimos meses.

guilhermeGuilherme Stein iniciou sua fala, dizendo que quando se imagina bitcoin, se remete a uma moeda privada, fiduciária como as moedas estatais, que não tem qualquer tipo de lastro ou garantia dos estados. Fez uma análise histórica da criação da moeda e disse que, mesmo antigamente, quando o mundo vivia do escambo, como uma forma de superar a “dupla coincidência” e de facilitar os negócios, já existia o livro-razão, onde se disponibilizava os créditos e os débitos existentes, centralizando, dessa forma, o escambo na comunidade. “Na verdade, tudo o que a moeda faz hoje é substituir o livro-razão de antigamente. A moeda que temos no bolso não deixa de ser um certificado, um crédito, uma prova física de que fizemos alguma coisa para outra pessoa. E o bitcoin é um livro-razão, o block chain, que não fica no servidor de um banco, mas na nuvem, na internet.” Falou, ainda, sobre as facilidades e o baixo custo de operação no mercado internacional, ao contrário do sistema tradicional que, além de demorado e burocrático, é extremamente caro. Alertou, no entanto, para os riscos de utilização da moeda, que não possui valor intrínsico, com alto componente de bolha, como única forma de especulação.

sergio

O minerador e investidor Sérgio Mylius da Silva fez uma exposição sobre os conceitos dos processos que envolvem o bitcoin.Falou sobre a volatilidade da moeda e a facilidade com que é operada através da rede pelo mundo a fora e ressaltou a preocupação do sistema bancário com o crescimento dessa nova forma de negócio, já que elimina os intermediários e é totalmente desprovido de burocracias e exigências tradicionais do sistema financeiro. Disse que a moeda tem várias facetas e que uma delas é a ideológica, bandeira dos libertários, defensores do Estado mínimo. “Trata-se de um processo de aprendizagem que não tem mais volta”, afirmou, ao explicar as funções do minerador, que faz o trabalho de garimpagem na rede, acompanhando as transações ocorridas, e das exchanges, uma espécie de casa de câmbio que trabalha com compra e venda de bitcoins.

rudTambém fez uma apresentação o minerador e investidor Rudá Pelllini, que trabalha com bitcoin há mais de um ano. Disse que começou a comprar a moeda em 2016, a uma cotação de R$ 1,8 mil e que no final do mês de maio chegou a custar R$ 14 mil, caindo dias depois para o patamar de R$ 8 mil, onde se encontra neste momento. Explicou que não se sabe ao certo onde vai chegar a cotação, mas estima que estará em R$ 100 mil num futuro próximo. 

Apresentou gráficos sobre a avaliação do bitcoin em dólar e disse que a moeda é 100% rastreável, em função de legislação, 100% auditável por qualquer pessoa que acessar o block chain, e um dos mecanismos mais seguros, pelo fato de ser protegida por uma criptografia muito complexa. Apresentou conceitos de mineração e dos princípios de moeda e concluiu abordando as vantagens e desvantagens do uso do bitcoin. Como positivo, apontou o câmbio, a ausência de IOF e a facilidade transacional. Como desvantagens, citou a volatilidade negativa, a dificuldade de comra nas exchanges e o descolamento do preço dolarizado.

Além dos conselheiros Aristóteles Galvão e Guilherme Stein, estiveram presentes no evento o presidente do Corecon-RS, economista Clovis Meurer, o seu vice, Rogério Tolfo, o conselheiro Bruno Breyer Caldas e o ex-presidente Lauro Renck.

No final do evento, foi servido um coquetel aos presentes, com a cortesia da Água Mineral Sarandi, Vinícola Laurentia e Hotel Plaza São Rafael.

 Acesse o ppt apresentado pelo minerador Rudá Pellini

“Bitcoin e o mercado de moedas virtuais” é o tema do Economia em Pauta, nesta terça, no Plaza

 

- Com o economista Guilherme Stein e o administrador de empresas Fernando Ulrich -

“Bitcoin e o mercado de moedas virtuais” é o tema da próxima edição do Economia em Pauta, que acontecerá na terça-feira, dia 13, às 18h30min, no Hotel Plaza São Rafael (Av. Alberto Bins, 514), numa promoção do Conselho Regional de Economia do RS (Corecon-RS). Os palestrantes serão o economista Guilherme Stein (Pesquisador da FEE, conselheiro do Corecon-RS) e o administrador de empresas Fernando Ulrich (Mestre em Economia, autor do livro “Bitcoin – a moeda na era digital”).

Será fornecido um certificado de 2 horas complementares aos estudantes que participarem do evento.

No final do evento, será servido um coquetel aos presentes, com a cortesia da Água Mineral Sarandi, Vinícola Laurentia, Car House e Hotel Plaza São Rafael.

Entrada gratuita!

Informações e reservas pelo fone (51) 3254.2608 ou pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Pagina 3 de 25