CoreconRS na Semana do 68º Aniversário

O Corecon-RS completou, no último domingo, dia 11 de julho, 68 anos de sua criação. Criado pela Lei Federal 1.411, de 13 de agosto de 1951, o Conselho gaúcho foi fundado oficialmente em 11 de julho de 1953. Entre as suas atividades, destaca-se a fiscalização do exercício profissional de Economista e, mais recentemente, de Internacionalista e Financista, que somente passam a receber tais titulações após registro de suas graduações junto ao seu Conselho.

Os registros desses profissionais foram possíveis, graças à Resolução do Cofecon, que resolveu que os egressos dos cursos de bacharelado conexos ao Curso de Ciências Econômicas pudessem encontrar possibilidade de registro profissional e atribuições regulados pelos Conselhos Regionais de Economia de todo o País.

Também é função do Corecon organizar e manter o registro de seus profissionais, expedir as carteiras de exercício profissional, fiscalizar e impor e aplicar as penalidades previstas em Lei.

Segundo o presidente do Corecon-RS, economista Mário de Lima, "é um momento especial de parabenizarmos nossos cerca 4,5 mil profissionais e empresas registradas, de todo o RS, e de lembrarmos, também, o esforço e dedicação de cada um dos ex-presidentes e ex-conselheiros, que dedicaram parte importante de sua vida profissional e pessoal à construção de uma profissão cada vez mais qualificada e eficiente".

Corecon-RS na formatura da FURG

O presidente do Corecon-RS, economista Mário de Lima, participou, no dia 2 de julho, sexta-feira, da solenidade de formatura dos novos bacharéis em Ciências Econômicas, da Universidade Federal do Rio Grande (FURG).O evento ocorreu em formato online e contou com a participação da coordenadora do Curso, professora Blanca Gamarra, do coordenador adjunto e professor homenageado, Eduardo Tillmann, além dos homenageados da Turma, professores Cassius de Oliveira e Cristiano Aguiar de Oliveira. Também participaram a Diretora do ICEAC e Patronesse da Turma, professora Audrei Cadaval, e o vice Diretor do ICEAC e Paraninfo da Turma, Tiaraju Alves de Freitas.

Diplomaram-se em Ciências Econômicas pela FURG Andre Luis Zorzi, que foi o Aluno Destaque da Turma, Andrew Ceiglinski Piccioni, Arthur Gonçalves Cunha, Daniela Airta Milani Morsch, Felipe Weizenmann, Guilherme Gomes, Janaina Jaques de Souza, Larissa Leitzke Duarte, Marcos Cesar Oliveira Branco, Michele da Silva Souza, Miria Rodrigues Garcia e Sabine Gomes Machado.

"Falando Bem" abre inscrições para Curso de Oratória Presencial


Encontram-se abertas as inscrições para o Curso de Oratória Presencial, Módulo Fundamental, promovido pela Escola falando Bem Capacitação em Comunicação. As aulas acontecem nos dias 12, 13, 14 e 15 de julho próximo, das 19h às 22h45min. A aula do dia 15 acontecerá em formato online, ao vivo, pelo zoom, para os alunos treinarem as técnicas aprendidas no formato online.

Profissionais registrados no Corecon-RS têm desconto de 20%.

O curso é ministrado pela fonoaudióloga Bianca Aydos.

Inscrições e maiores informações podem ser obtidas pelo site https://falandobem.com.br/curso-oratoria-presencial

Giácomo Balbinotto entre os finalistas para Economista do Ano da Revista Economia em Ação

Encontra-se aberto o processo de votação online para a escolha do Economista do Ano 2020, promovido pela Revista Eletronica Economia em Ação. O economista e professor gaúcho Giácomo Balbinotto Neto, da UFRGS, está entre os finalistas. Também participam os economistas Fernando Antônio Ribeiro Soares (SEST), Paulo Gala (FGVSP), Adolfo Sachsida, Benito Salomão (UFMG) e Eduardo José Monteiro da Costa (FGVRJ).

Giacomo Balbinotto Neto possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, mestrado em Economia pelo Instituto de Estudos e Pesquisas Econômicas e doutorado em Economia pela Universidade de São Paulo. Atualmente é Professor Associado IV da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e pesquisador do IATS/UFRGS. Professor de Economia da Saúde do PPGE/UFRGS e Pesquisador do Instituto de Avaliação de Tecnologias em Saúde da UFRGS (IATS/UFRGS). Orientador de Doutorado e mestrado. Suas linhas de pesquisa são Economia da Saúde, Avaliação de Tecnologia em Saúde, Economia dos transplantes e Farmacoeconomia.

O processo de votação está aberto, até 3 de julho próximo, e pode ser feito pelo link https://bit.ly/2UOIDbB

 

Corecon-RS investe em capacitação dos colaboradores


Cinco servidores do Corecon-RS realizaram, de 15 a 18 de julho último, o Curso “Licitações e contratos conforme a Lei nº 14.133/2021”. Com carga horária de 24 horas, as aulas, realizadas ao vivo através da plataforma Zoom, foram ministradas pelos professores Dawison Barcelos, Evaldo Ramos e Nilo Cruz.  O objetivo do Curso é apresentar aos participantes as principais novidades trazidas pela Nova Lei de Licitações e Contratos, com foco especial na condução de procedimentos licitatórios nas modalidades Pregão e Concorrência. A Lei nº 14.133/2021, chamada Nova Lei de Licitações e Contratos, substituirá a Leis Nº 8.666/1993, a de Nº12.462/2011 e a de Nº 10.520/2020.

Participaram do Curso o Assessor Jurídico, advogado Alexandre Biasini, a fiscal, economista Inara Betat, e as colegas da área administrativa Cláudia Pacheco, Júlia Bittencourt e Michelle Gomes.

Segundo o presidente do Corecon-RS, economista Mário de Lima, a iniciativa vem ao encontro das metas de ações programadas pela atual gestão, entre elas, a de “buscar incansavelmente a maiaor qualificação e atualização dos colaboradores responsáveis pelas áreas estratégicas da Entidade, de forma que possamos oferecer, de maneira efetiva, o melhor serviço aqueles que são a razão de ser de nosso Conselho, que são os profissionais que legalmente representamos”.

LIVE: “Um ano depois, como estamos?", com os economistas Pedro Pita Barros, Giácomo Balbinotto, Gisele Braun, Márcia Godoy e Ricardo Letízia

Os economistas PEDRO PITA BARROS (Universidade Nova de Lisboa), GIÁCOMO BALBINOTTO NETO (UFRGS), GISELE TEIXEIRA BRAUN (BID), MÁRCIA REGINA GODOY (FURG) e RICARDO LETÍZIA GARCIA (UERGS) participam de LIVE, no dia 29 de junho (terça-feira), às 17 horas. Abordarão o tema “Um ano depois, como estamos?", numa promoção do Conselho Regional de Economia (Corecon-RS).

Transmissão
www.facebook.com/coreconrs
https://www.youtube.com/c/CoreconRS2020

 

Currículos

Pedro Pita Barros
Possui Doutorado em Economia. Professor Catedrático na Universidade Nova de Lisboa, é membro do Expert Panel on Effective Ways of Investing in Health (European Commission), do EC Mission Board for Cancer, do Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida (Portugal), do Conselho Nacional de Saúde (Portugal), da Direcção do IPP – Instituto de Políticas Públicas Thomas Jefferson – Correia da Serra. É editor do International Journal of Health Economics and Management. Colabora, como editor associado, com as revistas científicas Health Policy, Health Care Management Science, e Portuguese Economic. Recebeu as distinções "Grande-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique" (Portugal), "Medalha de Serviços Distintos", grau “ouro" - Ministério da Saúde (Portugal). Publica regularmente artigos científicos em revistas de Economia, e Economia da Saúde em particular. Os atuais interesses de investigação centram-se em Economia da Saúde, Regulação Económica e Política de Concorrência.

Giácomo Balbinotto Neto
Possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, mestrado em Economia pelo Instituto de Estudos e Pesquisas Econômicas e doutorado em Economia pela Universidade de São Paulo. Atualmente é Professor Associado IV da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e pesquisador do IATS/UFRGS. Professor de Economia da Saúde do PPGE/UFRGS e Pesquisador do Instituto de Avaliação de Tecnologias em Saúde da UFRGS (IATS/UFRGS). Orientador de Doutorado e mestrado. Suas linhas de pesquisa são Economia da Saúde, Avaliação de Tecnologia em Saúde, Economia dos transplantes e Farmacoeconomia.

Gisele Teixeira Braun
Possui graduação em economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, mestrado e doutorado em Economia pela Universidade Nova de Lisboa. Desenvolveu pesquisa de pós-doutoramento na University of Guildford, Reino Unido, entre julho de 2014 e julho de 2015 e na Universidade Federal de Pelotas entre agosto e dezembro de 2015. Atuou como pesquisadora em economia da saúde no período entre 2008 e 2011 e como consultor técnico para as Nações Unidas em 2013. Trabalhou como economista no Conselho das Finanças Públicas de Portugal. Exerce a função de economista no Banco Interamericano de Desenvolvimento, no departamento de países da América Central, Panamá, República Dominicana e Haiti desde 2019. Tem experiência em economia aplicada, atuando principalmente em temas relacionados à economia da saúde, ao financiamento da saúde e à avaliação de políticas públicas em saúde e desenvolvimento económico.

Márcia Regina Godoy
É Doutora em Economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Fez estágio doutoral na Universidade Nova de Lisboa, em Portugal, e pós-doutorado em Economia na Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos). Foi professora visitante doo PPGE da Universidade Federal do Rio Grande (FURG). Colaborou na elaboração de três diretrizes metodológicas de avaliação econômica utilizadas pelo Ministério da Saúde do Brasil. Consultora na área de farmacoeconomia para empresas da Brasil, Europa e Estados Unidos. Seus principais interesses de pesquisa são: economia da saúde, avaliação econômica de tecnologias de saúde, farmacoeconomia, regulação econômica, finanças pessoais e corporativas, e economia do crime.

Ricardo Letízia Garcia
Graduação, Mestrado e Doutorado em Economia pela Universidade Federal do RS (UFRGS) e Pós Doutorado pela Universidade Nova de Lisboa, em Portugal. Foi professor concursado na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). É professor Adjunto da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS). Leciona, pesquisa e ministra cursos e palestras na área de Economia da Saúde, Economia da Corrupção e Finanças Públicas. Tem experiência profissional lecionando, pesquisando e ministrando cursos na área de Economia da Corrupção, Economia do Setor Público e Finanças Públicas do RS, Economia da Saúde, Farmacoeconomia e Avaliação de Tecnologias em Saúde.

Live: “Relatório do Emprego Formal no Estado, Região Funcional Sul e Município de Rio Grande”, com Eduardo Tillmann, Felipe Weizenmann, Douglas Pieper, Miriã Garcia e Mário de Lima


O economista EDUARDO ANDRÉ TILLMANN (Professor e coordenador adjunto FCE/FURG), FELIPE WEIZENMANN (Graduado em Economia e mestrando do PPGOM/UFPel), DOUGLAS BECKER PIEPER (Graduando em Economia/FURG) e MIRIÃ RODRIGUES GARCIA (Graduanda em Economia/FURG) participam de live, no dia 24 de junho próximo (quinta-feira), às 19 horas. Falarão sobre o “Relatório do Emprego Formal no Estado, Região Funcional Sul e Município de Rio Grande”, produzido pelo Grupo de Pesquisa em Microeconomia Aplicada (EconoMicro), da FURG. A mediação será do economista Mário de Lima, presidente do Corecon-RS e professor universitário.

Transmissão
www.facebook.com/coreconrs
https://www.youtube.com/c/CoreconRS2020

 

Breve Currículo

Eduardo André Tillmann
Professor do curso de Ciências Econômicas e do Programa de Pós-Graduação em Economia da Universidade Federal do Rio Grande (FURG).

Felipe Weizenmann
Graduado em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Rio Grande (2021). Atualmente mestrando do Programa de Pós-graduação em Organizações e Mercados (PPGOM) pela Universidade Federal de Pelotas e membro do Economicro.

Douglas Becker Pieper
Graduando em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Rio Grande.

Miriã Rodrigues Garcia
Graduanda em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Rio Grande.

Mário Jaime Gomes de Lima

Economista com mestrado e doutorado em Economia do Desenvolvimento pela PUCRS. Atua nas áreas de políticas públicas, finanças públicas, gestão pública, planejamento e desenvolvimento regional, urbano e metropolitano, com experiências em diversos órgãos e conselhos da administração pública brasileira. Professor da área de negócios da Universidade La Salle (Unilasalle), Assessor na Secretaria Municipal da Fazenda de Porto Alegre/RS. Presidente do Corecon-RS.

Estudante gaúcho entre os primeiros lugares do Desafio Quero Ser Economista

O gaúcho Felipe Tomaz Tancredo, estudante do 2º ano do Colégio Militar de Porto Alegre, foi o oitavo classificado da quinta edição do Desafio Quero Ser Economista. Promoção do Cofecon/Corecons, o Desafio reuniu mais de 1.700 alunos do ensino médio de escolas de todo o País. O primeiro lugar foi para Gabriela L. de Souza, estudante do 3º ano, do Colégio Piaget, de São Paulo, seguido por Luiz Eduardo Gomes Farias e João Carlos Bezerra, da Escola Mário Alencar, de Fortaleza.

“Parabéns pra vocês que toparam participar da edição deste ano, que é um ano importante para todos nós economistas, porque estamos completando 70 anos da profissão no Brasil”, comentou a coordenadora da Comissão de Educação e vice-presidente do Cofecon, Denise Kassama. “Foi uma missão nada fácil para o time de avaliadores, pois os vídeos estavam de altíssima qualidade, não deixando nada a desejar para nenhum outro vídeo profissional”, completou.


O jogo, dirigido a estudantes de Ensino Médio de todo o País, que tem como objetivo apresentar a área de Economia e informar sobre o mercado de trabalho dos profissionais economistas, com o intuito de ajudar na escolha da futura profissão. O Desafio acontece apenas em ambiente online, em que os participantes respondem a enigmas, assistem a vídeos interativos e são desafiados a cumprir diversas missões, tudo de uma forma muito divertida, simples e dinâmica, proporcionando a oportunidade de conhecer melhor as escolas de pensamento econômico, os economistas históricos e diversos conceitos básicos da Economia.

Acesse aqui a relação completa dos classificados

 

Empresas do Simples têm até segunda-feira para se cadastrar no Auxílio Emergencial

A Junta Comercial, Industrial e Serviços do RS (JucisRS) publicou matéria em seu site, na quinta-feira, dia 17, informando que os empresários gaúchos do Simples Nacional têm até a próxima segunda-feira (21/6) para acessarem o cadastro do Auxílio Emergencial Gaúcho, iniciativa do governo/RS. Ele é  destinado aos setores mais afetados pelas restrições de circulação impostas pelo coronavīrus: hospedagem, alimentação e eventos.  Os responsáveis pelas empresas, com atividade principal nestes setores, que tenham interesse em receber o benefício devem acessar o site auxilioemergencialgaucho.rs.gov.br e preencher o formulário.

"O auxílio emergencial gaúcho representa um fôlego para os empresários do RS. Os recursos para atender essa demanda são fundamentais para o enfrentamento da crise provocada pela pandemia da Covid-19,  disponibilizando alternativas para que as empresas continuem ativas no mercado impulsionando a economia" destaca Lauren de Vargas Momback, presidente da Junta Comercial, Industrial e Serviços do RS - JucisRS. Hoje, a autarquia conta com 2.804.842 empresas registradas, destas, 1.469.394 ativas. 
O secretário de Turismo do RS, Ronaldo Santini, informa que até o momento, mais de 6,5 mil empresas efetuaram o cadastro para análise do governo. "Já chegamos a um terço do total previsto de cadastros. As equipes estão preparadas para atender a demanda para que a parcela única seja paga até julho", afirmou. Em levantamento prévio, foram identificadas 19.458 empresas do Simples Nacional como possíveis beneficiadas. O total destinado para esse grupo é de R$ 38.916.000.

Após o cadastro dos responsáveis pelas empresas interessados, técnicos do governo do RS irão analisar documentações e dados apresentados para liberar ou não a verba. A parcela será única, no valor de R$ 2 mil e paga pelo Banrisul por meio de transferência bancária. A expectativa é começar a efetivar os pagamentos no início de julho. O Auxílio Emergencial Gaúcho foi instituído pela Lei 15.604.

Leia matéria na íntegra, no site da JucisRS

Fonte: Assessoria de Imprensa JucisRs

Abertas inscrições para a 10ª Gincana Nacional de Economia

Encontram-se abertas as inscrições para a 10ª Gincana Nacional de Economia, promovida pelo Cofecon. A Gincana oferece aos estudantes de Ciências Econômicas a oportunidade de entenderem a conjuntura econômica do país por meio de uma simulação divertida e inteligente, propondo a compreensão da dinâmica da economia na prática. Entre os dias 17 e 19 de julho de 2021 acontecerá a etapa regional e nos dias 6 e 7 de setembro de 2021 a etapa nacional, em ambiente virtual.

As inscrições poderão ser feitas de 14 de junho a 14 de julho, sem custo. Haverá prêmios em dinheiro para os quatro primeiros colocados, que receberão, respectivamente, R$ 2,5 mil, R$ 2 mil, R$ 1,5 mil e R$ 1 mil reais.

Se você é estudante de Economia, acesse o regulamento e faça a sua inscrição na etapa regional. Esperamos você na final de 2021.

Saiba mais em: http://www.cofecon.org.br/gincana/

Página 5 de 90