Prefeitura de Bagé inclui Economistas em Edital de Concurso

A atuação da área de Fiscalização do Corecon-RS provocou a alteração do Edital do Concurso para Auditor na Prefeitura Municipal de Bagé. Como o referido Edital não contemplava vaga para Economista, a imediata intervenção do Conselho, através de ofício encaminhado aquele Executivo, obteve parecer favorável e a consequente alteração do Edital. Em função disso, os economistas interessados em participar do Concurso, poderão fazê-lo!

Maiores informações, no site da Prefeitura https://www.bage.rs.gov.br/index.php/2019/12/06/seguem-abertas-as-inscricoes-para-o-concurso-publico-da-prefeitura-de-bage/

Acesse o Edital em http://fundatec.org.br/portal/concursos/editais/edital_1_5de19373053e5.pdf

Economistas e jornalistas gaúchos recebem homenagem do Corecon-RS

 

O Conselho Regional de Economia do RS (Corecon-RS) promoveu, na noite de terça-feira, dia 17, solenidade de outorga de distinções aos vencedores do “Prêmio Corecon-RS 2019”, nas modalidades Monografias ou Trabalhos de Conclusão de Curso, Artigos Técnicos ou Científicos e Dissertações de Mestrado. Na oportunidade, também foram entregues as distinções “Economista do Ano” Alexandre Englert Barbosa, “Economista Destaque 2019” a Guilherme Socias Villela e “Jornalista de Economia do Ano” a Giane Guerra. Também foram premiados os jornalistas autores das melhores reportagens de Economia de mídia impressa (jornal/revista) e de mídia digital/online no Rio Grande do Sul.

tolfo

O presidente Rogério Tolfo abriu oficialmente a solenidade, dando boas vindas aos presentes. Disse que foi um ano de sucesso, de realizações e de entrega, que resultou numa série de eventos e de parcerias que ajudaram a consolidar a caminhada no fortalecimento da profissão. Lembrou viagens pelo interior do Estado, “sempre com a preocupação de levar até seus estudantes oportunidades de discussões sobre temas de relevância da conjuntura econômica, mercado de trabalho, visando à qualificação cada vez maior dos cursos e o fortalecimento da formação acadêmica”. Destacou o sucesso de parcerias com CIEE-RS, Junta Comercial do RS, BRDE, Tesouro do Estado, com os cursos de Ciências Econômicas, em especial da Unisinos, que sediou com sucesso o Encontro de Economia Gaúcha. Citou, ainda, parcerias com a PUCRS, UCS, Unijuí, Unipampa, Unisc e outras, “que nos proporcionaram a oportunidade de aproximação cada vez maior com os estudantes e futuros profissionais da Economia”. Citou o nome de Aristóteles Galvão, para agradecer o empenho de todos os conselheiros, ex-conselheiros e ex-gestores do Conselho. “Todas essas ações e conquistas foram resultados de ideias, discussões e debates, que se materializaram a partir da aprovação em reuniões plenárias do Corecon-RS”, lembrou. “Foram e são frutos da dedicação e empenho dos nossos conselheiros e parceiros desta nossa incansável caminhada” e lembrou a redução do valor da anuidade, com o repasse das economias para os economistas gaúchos. “Caso único entre todos os conselhos de Economia do País, alcançada pela execução séria e determinada de um ajuste fiscal nas contas da Entidade, realizada ao longo dos últimos três anos”.

  

 Prêmio Corecon-RS 2019

Monografias ou Trabalhos de Conclusão de Curso

3º Lugar

monografiasTerc

Título: “Coordenação Entre Autoridades Fiscal e Monetária”
Autor: Guilherme Daros
Orientador: Leonardo Xavier da Silva
Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS

2º Lugar

Título: “O Potencial Econômico do Enoturismo no Município de Pinheiro Preto/SC”
Autora: Bianca Batista Serafim
Orientadora: Jacqueline Maria Corá
Universidade de Caxias do Sul - UCS

1º Lugar

monografia1

Título: “Os efeitos do Comércio Intraindústria sobre a Complexidade Econômica: Uma Abordagem a Partir do Padrão Tecnológico”
Autor: Nadine Führ Steffen
Orientador: Marcos Tadeu Caputi Lélis
Universidade do Vale do Rio dos Sinos - Unisinos

 

Artigos Técnicos ou Científicos

Menção Honrosa

artigosMeno

Titulo: “O bullying afeta o desempenho escolar dos alunos brasileiros? Uma análise por meio do PISA 2015”
Autora: Júlia Sbroglio Rizzoto
Co-autor: Marco Túlio Aniceto França

 Vencedores

artigos1

Titulo: “Restrições Fiscais e Infraestrutura: Uma Análise para os Estados Brasileiros”
Autor: Rodrigo Nobre Fernandez

artigos2

Título: “Crescimento Econômico e Mudanças Estrutural no Brasil: Um conto de Ganhos e Perdas”
Autor: Tomás Amaral Torezani

 

Dissertações de Mestrado

Menção Honrosa

dissertaesMeno

Titulo: “Aspirações Educacionais e Profissionais: um Estudo Sobre a Adaptação de Preferências”
Autor: Paulo Ricardo Ricco Uranga
Orientadora: Izete Pengo Bagolin
Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PUCRS

3º Lugar

dissertaes3

Título: “Estimativas para a Taxa Natural de Juros no Brasil após a Adoção do Regime de Metas de Inflação”
Autor: João Ricardo Rodrigues Moreira
Orientador: Marcelo Savino Portugal
Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS

2º Lugar

dissertaes2

Título: “A dinâmica das Fusões e Aquisições no Mercado Brasileiro de Planos de Saúde”
Autor: Gregory Moyses Volpato
Orientadora: Luciana de Andrade Costa
Universidade do Vale do Rio dos Sinos - Unisinos


1º Lugar

dissertaes1
Título: “Disciplina Partidária: Mensuração, Teoria e Análise de Seus Determinantes”
Autora: Iuna Lamb Scheffler
Orientador: Marcelo de Carvalho Griebeler
Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS

 

PRÊMIO REPORTAGEM DE ECONOMIA 2019

Mídia Digital (OnLine)

midia1

“Hora de você investir na bolsa? Um milhão de brasileiros estão lá”
Jornalista Karine Menoncin
(Portal Amanhã)

 

Mídia Impressa (Jornal/Revista)

Menção Honrosa

jornalMeno

“Um Horizonte em Expansão”
Karine Menoncin, Marcos Graciani, Ítalo Bertão Filho
(Revista Amanhã)

3º Lugar

jornal3

“Pão nosso de cada dia”
Juliana Bevilaqua
(Jornal Pioneiro)

2º Lugar

jornal2

Série “Os 90 anos da crise de 1929”
Marcelo Beledeli
(Jornal do Comércio)

1º Lugar

jornal1

"Informalidade no mercado de trabalho”
Leonardo Vieceli
(Jornal Zero Hora)

Jornalista de Economia do Ano 2018
Giane Guerra

O Prêmio “Jornalista de Economia do Ano” é concedido pelo Corecon-RS, com o objetivo de homenagear um jornalista, que se destacou na sua áre de atuação durante o ano. A escolha é feita por uma Comissão Julgadora, escolhida pelo Corecon, e por indicações de faculdades gaúchas que oferecem o Curso de Comunicação Social/Jornalismo.

jornalistaAno

Giane Heidrich Guerra é formada em Jornalismo e em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do RS (PUCRS), onde também cursou parte da graduação em Economia. Fez MBA em Finanças e Mercado de Capitais pela Fundação Instituto de Administração (FIA), em 2012, e pós-MBA em Advanced Topics in Business Strategy da University of La Verne, da Califórnia (EUA), em 2014. Fez, ainda, diversos cursos livres, como o Writing Business News, na Reuters Foundation, em Londres, e Jornalismo Multimídia, na RBS. Tem no currículo diversos prêmios na área econômica, além de coberturas nacionais e internacionais. Entrou no Grupo RBS em 2001, como estagiária. Atualmente, é colunista multimídia de Economia da Rádio Gaúcha, GaúchaZH, Zero Hora, RBS TV e rádio 102.3.

gianediscurso

Giane agradeceu o Conselho pela indicação de seu nome e disse estar muito feliz e orgulhosa em falar sobre Economia, especialmente naquele ambiente, que reúne tantas fontes de que se utiliza rotineiramente para a elaboração de seu trabalho. Citou nominalmente diversos economistas presentes e disse que, "segundo números recentes levantados por sua empresa, a sua Coluna de Economia em Zero Hora tem sido a mais lida pelos últimos seis meses consecutivos, o que me deixa muito feliz". E só consigo fazer isso porque tenho o apoio de vocês!", afirmou.   

  

Prêmio Destaque em Economia do Ano
Guilherme Socias Villela

 

economistaDestaque

O economista Guilherme Socias Villela foi duas vezes prefeito municipal de Porto Alegre, de 1975 a 1983. Grande incentivador das áreas verdes na cidade, em suas gestões foram inaugurados o Parque Marinha do Brasil e o Parque Maurício Sirotski Sobrinho e criados o Brique da Redenção, o Parque Vinte de Maio e o Parque Mascarenhas de Moraes, e outras 35 novas praças, além de ampliações no Parque Moinhos de Vento e do Parque Farroupilha. Criou a primeira Secretaria Municipal do Meio Ambiente, pioneira no Brasil e foi o autor da Lei do Impacto Ambiental. Foi economista do BRDE, professor da UFRGS, assessor do Ministério das Relações Exteriores, assessor do Ministério do Planejamento e coordenador técnico do IPEA. Foi Secretário de Estado de Coordenação e Planejamento, Secretário de Estado Extraordinário do Governo, e diretor-presidente da CEEE. Foi deputado estadual, secretário de Estado dos Transportes e presidente da Agergs e superintendente regional da Conab.

VillelaDiscurso

Em seu discurso, o economista agradeceu ao Corecon pela escolha de seu nome a Economista Destaque do Ano.  Lembrou sua trajetória profissional e, logo no início de sua caminhada, o aperfeiçoamento de conhecimentos e experiências obtidos através de estudos num kibutz de Israel. Disse que, convidado diversas vezes para candidatar-se novamente a cargo público, mas sempre repete, com humor, que já venceu o prazo de validade. "Desisti da política, mas não da Economia", afirmou, lembrando que está desenvolvendo investigações sobre as consequências do trabalho logarítimo de inteligência artificial no volume do emprego do Brasil e do mundo.

  

Prêmio Economista do Ano
Alexandre Englert Barbosa

economistadoAno

O Prêmio é um reconhecimento a economistas que atuam nos mais diferentes campos da profissão, engajados em atividades dos setores privado ou público, academia ou profissionais autônomos, no Rio Grande do Sul, e que tenham se destacado por sua contribuição no fortalecimento do desenvolvimento econômico regional ou nacional, através de análises críticas e inovadoras sobre assuntos relevantes e de interesse público.

Economista formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Mestre em Economia na área de Economia Internacional e Doutor em Economia Aplicada também pela UFRGS. Agrega experiências de consultor econômico em entidades empresariais gaúchas, como a Federação das Associações Comerciais e de Serviços do RS (Federasul) e a Federação das Indústrias do Estado do RS (Fiergs) e de professor convidado do MBA em Finanças da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos). Responsável pela área econômica do Sicredi, premiada por suas projeções econômicas no ranking da Agência Estado, figurando entre os 10 melhores do País em diversas oportunidades, frequentemente também coloca o Sicredi entre as instituições com melhores projeções nos rankings do Banco Central do Brasil, do Ministério da Fazenda e da Bloomberg. Atualmente, exerce o cargo de Tesoureiro Executivo do Banco Cooperativo Sicredi.

barbosaDiscurso

Agradeceu a escolha de seu nome para Economista do Ano e lembrou que já foi conselheiro suplente do Corecon-RS. Disse que esta é a hora em que a gente pensa em agradecer e lembrou o pai, já falecido, e as dificuldades que sua mãe teve para proporcionr uma educação de qualidade aos filhos. Citou nomes que considera de fundamental importância para a sua trajetória profissional e teceu rápidos comentários sobre a conjuntura econômica atual no País. Disse que se encontra cautelosamente otimista com a situação da economia. "Cautelosamente por causa da política e otimista, por causa da economia", ressaltou. Lembrou que terminamos o ano de 2019 melhor do que o começamos, com inflação controlada, juros historicmente baixos, construção civil melhorando, "todos indicativos de melhora para o próximo ano, embora ainda exista muita demanda reprimida, desemrprego elevado, 13 milhões de desempregados, além de um PIB gigantesco deixado para trás".  

Estiveram presentes à solenidade de entrega das premiações os conselheiros Antônioo Carlos Brites Jaques, Aristóteles Galvão, Bernardo Baggio, Felipe Garcia Ribeiro, Filipe Grisa, Guilherme Stein, João Carlos Madail, José Júnior de Oliveira, Lucas Annone Schifino, Vanessa Neumann Sulzbach, Victor de Fraga Sant'Anna, os conselheiros federais Clovis Meurer e Henri Bejzmann, o ex-presidente Lauro Renck, o ex-vice-presidente Everton Lopes, os ex-conselheiros Leandro Hoerlle e Vladimir da Costa Alves. Também estiveram presentes a coordenadora da Comissão de Educação Financeira do Corecon-RS, economista Janile Soares, e o coordenador substituto da Primeira Câmara do Tribunal Administrativo de Recursos Tributários da Prefeitura de Porto Alegre (TART), Amaliel Valdovino Borges. Também prestigiaram o evento os economistas do Ano de edições anteriores, Antonio da Luz, Gustavo Inácio de Moraes e Patrícia Palermo, e os jornalistas de Economia do Ano, Eugênio Esber e Marta Sfredo.

 

conselheiros1

 

Após a solenidade, foi servido um coquetel aos presentes.


Para ver mais fotos da Premiação, clique aqui

Para acessar a transmissão em vídeo do Evento, clique aqui

Corecon-RS entrega prêmios nesta terça-feira, dia 17, no Hotel Continental

 

Conselho Regional de Economia (Corecon-RS) faz a entrega de premiações, nesta terça-feira, dia 17, às 20 horas, no Hotel Continental (Largo Vespasiano Júlio Veppo, 77 – em frente à Rodoviária), em Porto Alegre, aos autores das melhores Monografias, Artigos Técnicos e Dissertações de Mestrado. Na oportunidade, também serão entregues os prêmios às melhores reportagens de Economia do Ano, além das distinções “Economista do Ano” a Alexandre Englert Barbosa, “Economista Destaque” a Guilherme Socias Villela, e “Jornalista de Economia do Ano” a Giane Guerra.

 

Economista do Ano 2019
Alexandre Englert Barbosa

Economista Destaque 2019
Guilherme Socias Villela

 

 

PRÊMIO CORECON-RS 2019

Monografias ou Trabalhos de Conclusão de Curso

1º Lugar

Título: Os efeitos do Comércio Intraindústria sobre a Complexidade Econômica: Uma abordagem a partir do padrão tecnológico
Autor: Nadine Führ Steffen
Orientador: Marcos Tadeu Caputi Lélis (Corecon-RS Nº 7589)
Universidade do Vale do Rio dos Sinos - Unisinos

2º Lugar

Título: O Potencial Econômico do Enoturismo no Município de Pinheiro Preto/SC
Autora: Bianca Batista Serafim
Orientadora: Jacqueline Maria Corá (Corecon-RS Nº 6414)
Universidade de Caxias do Sul - UCS

3º Lugar

Título: Coordenação Entre Autoridades Fiscal e Monetária
Autor: Guilherme Daros
Orientador: Leonardo Xavier da Silva (Corecon-RS Nº 5527)
Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS

 

Artigos Técnicos ou Científicos

Título: Crescimento Econômico e Mudança Estrutural no Brasil: Um conto de Ganhos e Perdas

Autor: Tomás Amaral Torezani (Corecon-RS Nº 8700)


Titulo: Restrições Fiscais e Infraestrutura: Uma Análise para os Estados Brasileiros

Autor: Rodrigo Nobre Fernandez (Corecon-RS Nº 7458)


Menção Honrosa

Titulo: O bullying afeta o desempenho escolar dos alunos brasileiros? Uma análise por meio do PISA 2015
Autora: Júlia Sbroglio Rizzoto (Corecon-RS Nº 8625)
Co-autor: Marco Túlio Aniceto França (Corecon-PR Nº 7705)

 

Dissertações de Mestrado

1º Lugar

Título: Disciplina Partidária: Mensuração, Teoria e Análise de Seus Determinantes
Autora: Iuna Lamb Scheffler
Orientador: Marcelo de Carvalho Griebeler (Corecon-RS Nº 7679)
Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS

2º Lugar

Título: A dinâmica das Fusões e Aquisições no Mercado Brasileiro de Planos de Saúde
Autor: Gregory Moyses Volpato
Orientadora: Luciana de Andrade Costa (Corecon-ES Nº 1533)
Universidade do Vale do Rio dos Sinos - Unisinos

3º Lugar

Título: Estimativas para a Taxa Natural de Juros no Brasil após a Adoção do Regime de Metas de Inflação
Autor: João Ricardo Rodrigues Moreira
Orientador: Marcelo Savino Portugal (Corecon-RS Nº 7760)
Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS

Menção Honrosa
Titulo: Aspirações Educacionais e Profissionais: um Estudo Sobre a Adaptação de Preferências
Autor: Paulo Ricardo Ricco Uranga
Orientadora: Izete Pengo Bagolin (Corecon-RS Nº 7597)
Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PUCRS

 

Equilíbrio, da UFRGS, completa 10 anos


A empresa júnior Equilíbrio Assessoria Econômica, da UFRGS, comemora o 10º aniversário, durante solenidade nesta sexta-feira, dia 13, às 19 horas, no Auditório da Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade.

Giane Guerra é eleita "Jornalista de Economia do Ano"

- Corecon-RS divulga, também, as melhores reportagens de Economia do ano -

A jornalista Giane Guerra, do Grupo RBS, foi escolhida a Jornalista de Economia do Ano. A distinção, concedida pelo Conselho Regional de Economia do RS (Corecon-RS), é uma homenagem a um jornalista que se destacou na área de Economia durante o ano. A escolha do nome é feita, anualmente, pelo Corecon-RS e pelas de faculdades gaúchas que oferecem o curso de Jornalismo no Rio Grande do Sul.

Natural de Porto Alegre, Giane Heidrich Guerra é formada em Jornalismo e em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do RS (PUCRS), onde também cursou parte da graduação em Economia. Fez MBA em Finanças e Mercado de Capitais pela Fundação Instituto de Administração (FIA), em 2012, e pós-MBA em Advanced Topics in Business Strategy da University of La Verne, da Califórnia (EUA), em 2014. Fez, ainda, diversos cursos livres, como o Writing Business News na Reuters Foundation, em Londres, e Jornalismo Multimídia, na RBS. Tem no currículo diversos prêmios na área econômica, além de coberturas nacionais e internacionais. Entrou no Grupo RBS em 2001, como estagiária. Atualmente, é colunista multimídia de Economia da Rádio Gaúcha, GaúchaZH, Zero Hora, RBS TV e rádio 102.3.

O Corecon-RS divulgou, também, os vencedores do “Prêmio de Reportagem de Economia 2019”. Na categoria Mídia Impressa, o 1º Lugar ficou para a matéria “Informalidade no mercado de trabalho”, de autoria do jornalista Leonardo Vieceli, da Jornal Zero Hora; o 2º Lugar para “Os 90 anos da crise de 1929”, produzida pelo jornalista Marcelo Beledeli, do Jornal do Comércio; e o 3º Lugar para a matéria “Pão nosso de cada dia”, de autoria da jornalista Juliana Bevilaqua, do Jornal Pioneiro. A matéria ““Um Horizonte em Expansão”, de autoria dos jornalistas Karine Menoncin, Marcos Graciani e Ítalo Bertão Filho, da Revista Amanhã, ficou com a Menção Honrosa. Na categoria Mídia Digital/OnLine, foi vencedora a matéria “Hora de você investir na bolsa? Um milhão de brasileiros estão lá”, de autoria da jornalista Karine Menoncin, do Portal Amanhã.

Os prêmios serão entregues durante solenidade oficial no dia 17 de dezembro, às 20 horas, no Hotel Continental (Largo Vespasiano Júlio Veppo, 77 – em frente à Rodoviária), em Porto Alegre. Na oportunidade também serão homenageados os vencedores do “Prêmio Corecon-RS 2019” — que destaca as melhores dissertações de Mestrado, artigos técnicos ou científicos e monografias ou trabalhos de conclusão de Curso —, o “Prêmio Economista do Ano” e o “Prêmio Economista Destaque do Ano”.

Foto: Lauro Alves

 

PRÊMIO REPORTAGEM DE ECONOMIA 2019

Mídia Impressa (Jornal/Revista)

1º Lugar:
“Informalidade no mercado de trabalho”
Leonardo Vieceli
(Jornal Zero Hora)

2º Lugar:
Série “Os 90 anos da crise de 1929”
Marcelo Beledeli
(Jornal do Comércio)

3º Lugar:
“Pão nosso de cada dia”
Juliana Bevilaqua
(Jornal Pioneiro)

Menção Honrosa
“Um Horizonte em Expansão”
Karine Menoncin, Marcos Graciani, Ítalo Bertão Filho
(Revista Amanhã)

Mídia Digital/OnLine

“Hora de você investir na bolsa? Um milhão de brasileiros estão lá”
Jornalista Karine Menoncin
(Portal Amanhã)

Corecon-RS divulga melhores Monografias, Artigos Técnicos e Dissertações de Mestrado

O Conselho Regional de Economia do RS (Corecon-RS) homologou os vencedores do “Prêmio Corecon-RS 2019”, nas modalidades Monografias ou Trabalhos de Conclusão de Curso, Artigos Técnicos ou Científicos e Dissertações de Mestrado. A iniciativa tem como objetivo premiar, anualmente, trabalhos de profissionais que atuam na área da economia, de recém mestres dos cursos de Pós-Graduação em Economia e dos recém formados nos cursos de Graduação em Ciências Econômicas, de instituições de Ensino Superior no Rio Grande do Sul.

O Conselho divulgou, também, o nome de Guilherme Socias Villela, como “Economista Destaque 2019”. Na última segunda-feira, dia 2, o Corecon já havia divulgado o nome de Alexandre Englert Barbosa como o "Economista do Ano 2019". A Comissão Julgadora é independente e formada por nove economistas com atuação profissional no âmbito do Rio Grande do Sul, sendo três representantes do setor público, três do setor privado e três do setor acadêmico.

Os prêmios serão entregues durante solenidade oficial no dia 17 de dezembro próximo, às 20 horas, no Hotel Continental (Largo Vespasiano Júlio Veppo, 77 – em frente à Rodoviária), em Porto Alegre. Na oportunidade também serão entregues o “Prêmio Economista do Ano”, o título de “Economista Destaque Especial do Ano de 2019”, o “Prêmio Jornalista de Economia do Ano”, além das melhores reportagens de Economia do ano.

 

Economista do Ano 2019
Alexandre Englert Barbosa

Economista Destaque Especial 2019
Guilherme Socias Villela

PRÊMIO CORECON-RS 2019

Monografias ou Trabalhos de Conclusão de Curso

1º Lugar

Título: Os efeitos do Comércio Intraindústria sobre a Complexidade Econômica: Uma abordagem a partir do padrão tecnológico
Autor: Nadine Führ Steffen
Orientador: Marcos Tadeu Caputi Lélis (Corecon-RS Nº 7589) 
Universidade do Vale do Rio dos Sinos - Unisinos

2º Lugar

Título: O Potencial Econômico do Enoturismo no Município de Pinheiro Preto/SC
Autora: Bianca Batista Serafim
Orientadora: Jacqueline Maria Corá (Corecon-RS Nº 6414)
Universidade de Caxias do Sul - UCS

3º Lugar

Título: Coordenação Entre Autoridades Fiscal e Monetária
Autor: Guilherme Daros
Orientador: Leonardo Xavier da Silva (Corecon-RS Nº 5527)
Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS

 

Artigos Técnicos ou Científicos

Título: Crescimento Econômico e Mudança Estrutural no Brasil: Um conto de Ganhos e Perdas

Autor: Tomás Amaral Torezani (Corecon-RS Nº 8700)



Titulo: Restrições Fiscais e Infraestrutura: Uma Análise para os Estados Brasileiros
Autor: Rodrigo Nobre Fernandez (Corecon-RS Nº 7458)


 
Menção Honrosa

Titulo: O bullying afeta o desempenho escolar dos alunos brasileiros? Uma análise por meio do PISA 2015
Autora: Júlia Sbroglio Rizzoto (Corecon-RS Nº 8625)
Co-autor: Marco Túlio Aniceto França (Corecon-PR Nº 7705)

 

Dissertações de Mestrado

1º Lugar

Título: Disciplina Partidária: Mensuração, Teoria e Análise de Seus Determinantes
Autora: Iuna Lamb Scheffler
Orientador: Marcelo de Carvalho Griebeler (Corecon-RS Nº 7679)
Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS

2º Lugar

Título: A dinâmica das Fusões e Aquisições no Mercado Brasileiro de Planos de Saúde
Autor: Gregory Moyses Volpato
Orientadora: Luciana de Andrade Costa (Corecon-ES Nº 1533) 
Universidade do Vale do Rio dos Sinos - Unisinos

3º Lugar

Título: Estimativas para a Taxa Natural de Juros no Brasil após a Adoção do Regime de Metas de Inflação
Autor: João Ricardo Rodrigues Moreira
Orientador: Marcelo Savino Portugal (Corecon-RS Nº 7760)
Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS

Menção Honrosa
Titulo: Aspirações Educacionais e Profissionais: um Estudo Sobre a Adaptação de Preferências
Autor: Paulo Ricardo Ricco Uranga
Orientadora: Izete Pengo Bagolin (Corecon-RS Nº 7597)
Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PUCRS

 

Alexandre Barbosa é escolhido Economista do Ano e Socias Villela é Destaque

- Guilherme Socias Villela é o Economista Destaque 2019 - 


O economista Alexandre Englert Barbosa foi escolhido, no último dia 2, o Economista do Ano 2019. O economista Guilherme Socias Villela, ganhou o título de Economista Destaque 2019. Os candidatos ao “Prêmio Economista do Ano” são indicados por entidades públicas, privadas, universidades e entidades de categoria, como associações e sociedades, entre outras, sediadas no Rio Grande do Sul. A Comissão Julgadora é independente e formada por nove economistas com atuação profissional no âmbito do Rio Grande do Sul, sendo três representantes do setor público, três do setor privado e três do setor acadêmico.

A iniciativa do Corecon-RS é um reconhecimento a economistas que atuam nos mais diferentes campos da profissão, engajados em atividades dos setores privado ou público, academia ou profissionais autônomos, no Rio Grande do Sul, e que tenham se destacado por sua contribuição no fortalecimento do desenvolvimento econômico regional ou nacional, através de análises críticas e inovadoras sobre assuntos relevantes e de interesse público. 

Economista formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Alexandre Barbosa é Mestre em Economia na área de Economia Internacional e Doutor em Economia Aplicada também pela UFRGS. Agrega experiências de consultor econômico em entidades empresariais gaúchas, como a Federação das Associações Comerciais e de Serviços do RS (Federasul) e a Federação das Indústrias do Estado do RS (Fiergs) e de professor convidado do MBA em Finanças da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos). Responsável pela área econômica do Sicredi, premiada por suas projeções econômicas no ranking da Agência Estado, figurando entre os 10 melhores do País em diversas oportunidades, frequentemente também coloca o Sicredi entre as instituições com melhores projeções nos rankings do Banco Central do Brasil, do Ministério da Fazenda e da Bloomberg. Atualmente, exerce o cargo de Tesoureiro Executivo do Banco Cooperativo Sicredi.

O economista Guilherme Socias Villela foi duas vezes prefeito municipal de Porto Alegre. Grande incentivador das áreas verdes na cidade, em suas gestões foram inaugurados o Parque Marinha do Brasil e o Parque Maurício Sirotski Sobrinho e criados o Brique da Redenção, o Parque Vinte de Maio e o Parque Mascarenhas de Moraes, e outras 35 novas praças, além de ampliações no Parque Moinhos de Vento e do Parque Farroupilha, totalizando o plantio de mais de 1,15 milhão de árvores em oito anos de governo. Criou a primeira Secretaria Municipal do Meio Ambiente, pioneira no Brasil e foi o autor da Lei do Impacto Ambiental, que dispõe sobre a prevenção e o controle da poluição do meio ambiente no município e o responsável por obras que deram o início ao Centro Municipal de Cultura, onde se situam o Teatro Renascença, a Sala Álvaro Moreyra, o Ateliê Livre e a Biblioteca Pública Municipal Josué Guimarães.
Foi economista do BRDE, professor da UFRGS, com cursos de pós-graduação em outras universidades. Foi assessor do Ministério das Relações Exteriores, em Montevidéu, assessor do Ministério do Planejamento e coordenador técnico da Fundação IPEA, no Rio de Janeiro e em Washington, secretário de Estado de Coordenação e Planejamento e Secretário de Estado Extraordinário do Governo, e diretor-presidente da CEEE. Foi deputado estadual, secretário de Estado dos Transportes e Presidente do Conselho Superior da Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do Rio Grande do Sul (AGERGS) e superintendente regional da Companhia Nacional de Abastecimento(Conab).

Os Prêmios serão entregues durante solenidade oficial no dia 17 de dezembro, às 20 horas, no Hotel Continental (Largo Vespasiano Júlio Veppo, 77, Porto Alegre. Na oportunidade, também serão homenageados os vencedores do “Prêmio Corecon-RS 2019” – que premia as melhores dissertações de Mestrado, artigos técnicos ou científicos e monografias ou trabalhos de conclusão de Curso –, o “Prêmio Corecon-RS de Reportagens de Economia 2019”, que homenageia as melhores reportagens de Economia do RS, nas áreas de mídia impressa, rádio e mídia digital, além do “Prêmio Jornalista de Economia do Ano/2019”.

 

Economista Mônica Mattia assume presidência do Corede Serra

A economista Mônica Beatriz Mattia foi eleita, no dia 21 de novembro último, presidente do Conselho Regional de Desenvolvimento da Serra (Corede-Serra), para o biênio 2020/21.

Mônica Mattia possui Mestrado em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do RS (Ufrgs) e é especialista em Gestão Universitária pela Universidade de Caxias do Sul (UCS). Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Economia Brasileira, atuando principalmente nos temas economia, planejamento, desenvolvimento econômico local e regional, pesquisa econômica aplicada. Integrou equipe de planejamento do TecnoUCS. Coordena cursos de pós graduação lato sensu. Integra o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da Universidade de Caxias do Sul. Foi coordenadora do Plano de Desenvolvimento Regional 2016-2030 do Corede Serra, do Corede Hortênsias e do Corede Campos de Cima da Serra, e co-coordenadora e integrante do Grupo Docente de assessoria à revisão do Plano Diretor de diversos municípios da região. Também foi coordenadora Executiva do Corede Serra.



conselhocoredeNo dia 27 último, por ocasião da Assembleia Regional, também foram eleitos e empossados os representantes das entidades que comporão o Conselho Fiscal, que tem por objetivo fiscalizar os atos financeiros e administrativos, em especial o controle das contas. Marcelo Maschio Piazza (CIC Antônio Prado), Betina Magalhães Bitenqurt (Ufrgs Caxias do Sul) e Milton Biazus (Ecoserra) como conselheiros titulares, e Viviani Vanessa Devalle (CRE Caxias), Gilberto Bonatto (Emater Regional Caxias do Sul) e Andrea Balbinot (Polo de Moda), como conselheiros suplentes.

Os Coredes, criados oficialmente pela Lei 10.283, de 17 de outubro de 1994, são um fórum de discussão para a promoção de políticas e ações que visam o desenvolvimento regional. Seus principais objetivos são a promoção do desenvolvimento regional harmônico e sustentável das regiões, a melhoria da eficiência na aplicação dos recursos públicos e nas ações dos governos para a melhoria da qualidade de vida da população e a distribuição eqüitativa da riqueza produzida, e o estímulo a permanência do homem na sua região e a preservação e recuperação do meio ambiente.

A divisão regional, inicialmente composta por 21 regiões, foi alterada em 1998 com a criação do 22° Corede, o Metropolitano Delta do Jacuí e, em 2003, com a criação dos Coredes Alto da Serra do Botucaraí e Jacuí Centro. Em 2006 foram criados os Coredes Campos de Cima da Serra e Rio da Várzea. E, finalmente, em 2008, através do Decreto 45.436, foram criados os Coredes Vale do Jaguari e Celeiro. O Estado conta, atualmente, com 28 Conselhos Regionais de Desenvolvimento.

 

Eleição e Posse da nova gestão Ecoserra

 

ecoserra6Em reunião extraordinária da Associação dos Economistas da Serra Gaúcha (Ecoserra), ocorrida no dia 21 de novembro, economistas, acadêmicos e associados elegeram a economista Roseli Adriana Nienow (Corecon-RS Nº 8303) para a presidência da Entidade. Para a vice-presidência foi escolhido o acadêmico Mateus da Silva de Souza. Os eleitos tomaram posse para um mandato de dois anos, gestão 2020/21.

Para conselheiros foram aclamados os economistas Volnei Luis de Azevedo e Milton Biazus, e os acadêmicos Bruno Beduschi Laghi e Joel Zuanazi.

Ao tomar posse, Roseli agradeceu aos colegas pela sua indicação e firmou o compromisso de dar prosseguimento às ações de Educação Financeira nas escolas do ensino médio e fundamental, bem como apoiar a "Liga Acadêmica" junto aos alunos da Faculdade de Economia da Universidade de Caxias do Sul (UCS).

ecoserra5Terminada a eleição houve uma manifestação de agradecimento ao ex-presidente Tarciano Melo Cardoso na condução da Ecoserra, durante o mandato anterior.

Também esteve prestigiando esta reunião o associado e Delegado do Corecon-RS na Serra, economista,André Monbach Weber.

Após o evento aconteceu um happy hour descontraido em comemoração ao ano que se encerra.

Economistas discutiram na UCS cenários para 2020


A Universidade de Caxias do Sul (UCS) promoveu, na noite da última terça-feira, dia 19, o Painel “Perspectivas Econômicas para o Brasil 2020”, que reuniu a Economista-Chefe da Fecomércio, Patrícia Palermo, o economista da Fiergs, Giovani Baggio, o Economista-Chefe da Farsul, Antônio da Luz, e o Economista-Chefe da CDL Porto Alegre, Oscar Frank Júnior, para discutirem os cenários da economia para 2020.  Segundo a coordenadora do Curso de Ciências Econômicas professora Jacqueline Maria Corá, o objetivo do evento foi apresentar os cenários da economia brasileira para a comunidade regional, com o intuito de contribuir para maior informação e consequente melhoria na tomada de decisões de empresários e agentes regionais.

O presidente do Corecon-RS, economista Rogério Tolfo, o conselheiro Aristóteles Galvão e a fiscal da Entidade, economista Inara Betat, estiveram presentes ao evento. Também participaram os representantes da Associação dos Economistas da Serra Gaúcha (Ecoserra), os economistas Tarciano Mello Cardoso e Milton Biazus.

 

Página 2 de 63