"Primeiras medidas da Administração Temer" é tema do próximo Economia em Pauta

convite ep junho 2016 600O Corecon/RS promove, nesta quarta-feiradia 29, às 18h30min, no Hotel Plaza São Rafael (Av. Alberto Bins, 514), mais uma edição do Economia em Pauta. O tema será “Uma análise das primeiras medidas da Administração Temer” e será apresentado pelos economistas Vanessa Neumann Sulzbach, assessora da presidência da Fundação de Economia e Estatística (FEE), e Paulo Fuchs, sócio diretor da FAAST Consultoria Inteligente e vice-presidente do Instituto de Estudos Empresariais (IEE). 

Será fornecido um certificado de 2 horas complementares aos estudantes que participarem do evento.

Na oportunidade, será servido um coquetel aos presentes, com a cortesia da Água Mineral Sarandi, Fante/Cordelier e Plaza São Rafael.

Entrada gratuita!


Informações e reservas pelo fone (51) 3254.2600 ou pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo..

Vice-presidente do Corecon/RS é o palestrante da reunião-almoço da ADCE

 

O vice-presidente do Corecon/RS, economista Darcy Carvalho dos Santos, será o palestrante do “Papo Amigo”, reunião-almoço da Associação dos Dirigentes Cristãos de Empresas (ADCE), nesta quinta-feira, dia 30, às 12 horas, que se realizará no Centro de Eventos do Restaurante Laçador (Av. Brasil, 1095 – Porto Alegre). Falará sobe “Finanças do RS: de onde vem o déficit”.

Às 11h30min, haverá uma missa com o Dom Dadeus.

Maiores informações e reservas, pelo fone (51)33320811.

 

 

Agronegócio brasileiro é tema de painel na FEE

palestra feeO economista Arlei Luiz Fachinello, professor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e pesquisador do Centro de Pesquisas Econômicas Aplicadas da ESALQ/USP (CEPEA/ESALQ/USP), estará, na próxima segunda-feira, dia 27, na FEE. Falará, às 14h30min, sobre “PIB do agronegócio brasileiro: metodologia e resultados”. Também participará do painel o economista Rodrigo Daniel Feix, da FEE.

 

UCS recebe estudantes e professores para falar sobre Economia

 

foto01

Economistas, professores e estudantes de Economia de todo o estado reuniram-se na última sexta-feira, dia 10, em Caxias do Sul, para participarem da 39ª edição do Encontro dos Cursos de Ciências Econômicas do RS. O Encontro aconteceu nas dependências do Campus da Universidade de Caxias do Sul (UCS) e discutiu, além de temas da atualidade, o mercado de trabalho para economista e a situação dos cursos de Economia das universidades gaúchas. O evento foi aberto pelo reitor da Universidade, professor Evaldo Antonio Kuiava, e também participaram da mesa de abertura a presidente do Corecon/RS, economista Simone Magalhães e a coordenadora do Curso de Ciências Econômicas da UCS, professora Jacqueline Maria Corá.

foto02

Em seu discurso de abertura, Simone Magalhães agradeceu a acolhida da Universidade e a presença dos coordenadores de cursos, professores e estudantes de diversas universidades do RS. Ressaltou as presenças do conselheiro do Cofecon, economista Henri Wolf Bejzman, do conselheiro do Corecon/RS, economista Alfredo Meneghetti Neto, do ex-presidente do Corecon/RS, economista Leandro Antonio de Lemos, do delegado regional do Corecon/RS, Milton Biazus e do presidente da Ecoserra, economista Carlos Wanderley Reis da Silva. Falou sobre as principais atividades que vem sendo desenvolvidas ao longo de sua gestão e disse que se trata de uma rotina “com foco absoluto no atendimento dos anseios e necessidades dos economistas e estudantes de economia registrados na Entidade, que passa pelo treinamento e qualificação, visando a uma preparação ainda maior dos profissionais da Economia para fazerem frente às constantes transformações do mercado de trabalho”. Falou da plataforma de Ensino à Distância, dos convênios e das visitas institucionais que a Entidade vem realizando ao longo do ano, com vistas à “ampliação das oportunidades de mercado e o consequente fortalecimento da profissão”.

foto03

A professora Jacqueline Corá apresentou um breve relato sobre os esforços da Universidade em torno da organização do evento e elogiou a presença de todos no dia mais frio do ano na cidade de Caxias do Sul. Lembrou a importância dos painéis e das oficinas que integram a programação do Encontro e disse que “nós, como economistas e cidadãos, fazemos parte de um grupo privilegiado, que tem um compromisso profissional e político com a sociedade, especialmente neste difícil momento por que passa a nossa economia”.

foto04

O Reitor Evaldo Kuiava deu boas vindas aos palestrantes, professores e estudantes que lotaram o auditório do prédio J e discorreu sobre a importância do foco e determinação “para seguir, com base em regras e visão de mundo, em busca das metas traçadas ao longo da vida pelo ser humano”. Desejou, ainda, um dia proveitoso a todos os presentes, especialmente aos estudantes que vieram de muito longe para adicionarem mais experiência ao aprendizado.

foto05

O primeiro painel do dia, intitulado “Perspectivas e oportunidades para o economista em um mundo em transformação” foi apresentado pelo ex-presidente do Corecon/RS e professor da PUCRS, economista Leandro Antonio de Lemos. Através de gráficos, demonstrou as transformações que a tecnologia vem provocando na vida das pessoas e em setores estratégicos do mundo globalizado, como transporte, cargas, comunicações e outros. Falou de inovações, como internet móvel, internet das coisas, biofármacos e energias renováveis, ressaltando que “o economista tem conhecimento e competências mais que suficientes para enfrentar esse tipo de mercado e não pode perder a oportunidade de estar inserido nessas grandes redes de transformações”. O professor encerrou sua palestra, agradecendo a atenção de todos e abrindo o espaço para a realização das oficinas simultâneas.

foto06

O economista e professor da UFRGS Cássio da Silva Calvette apresentou a oficina “Economia Criativa”. Citou os setores que possuem e desenvolvem a economia criativa, suas origens e os principais autores sobre o tema. Apresentou uma análise comparativa entre o setor e economia da cultura e discorreu sobre o Grupo de Trabalho Economia Criativa, Cultura e Políticas Públicas que a UFRGS vem desenvolvendo com o objetivo de desenvolver atividades de pesquisa e de ensino sobre o setor.

foto07


A economista e professora da Unisinos Ingrid Rafaele Rodrigues Leiria apresentou a oficina “Economia comportamental”. Apresentou um panorama atual da economia comportamental no Brasil. Desenvolveu conceitos e abordou alguns estudos e experimentos que vêm sendo realizados sobre o assunto.

 

foto07

 

A economista Lodonha Maria Portela Coimbra Soares, professora da UCS, abordou o uso do Banco de Dados Rais/Caged e falou sobre a importância das atividades que vêm sendo desenvolvida pelo Observatório do Trabalho da Universidade, sua estrutura e produtos que são colocados à disposição da comunidade.

 

 

IMG 20160610 163033193
Concluída essa etapa, aconteceu, também, a reunião de Coordenadores de Cursos de Ciências Econômicas.

 

foto09

 

A segunda rodada de oficinas aconteceu no final da tarde. A economista Cleide Fátima Moretto, professora da UPF, apresentou a oficina “Economics of Aging”, e disse que a área que envolve o envelhecimento humano vem sendo muito explorada pela teoria econômica.

 

 

foto10

 

A diretora do Centro de Ciências Sociais da UCS, economista Maria Carolina Rosa Gullo, abordou o tema “A interface da Economia com as outras áreas do conhecimento”. Mostrou as participantes algumas possibilidades dessa interface com a realidade atual do mercado de trabalho.

 

 

foto11

 

O professor Mosar Leandro de Ness, da UCS, apresentou a oficina “O uso do software Gretl aplicado à Economia”. Explicou as principais caraterísticas e funcionalidades do software, algumas modalidades e onde obtê-lo.

 

 

 

foto12

O economista Andrej Slivnik, da Associação Brasileira de Desenvolvimento Econômico (ABDE) falou sobre a atuação do economista na área de planejamento e desenvolvimento econômico. Explicou que a ABDE, como instituição que representa os bancos públicos brasileiros, tem como principal meta definir estratégias e executar ações voltadas ao fortalecimento do Sistema Nacional de Fomento, aprimorando e fortalecendo a atuação das instituições financeiras de desenvolvimento associadas. Disse que o setor é uma importante área de atuação para o economista, especialmente na análise de projetos, gestão de indicadores e na elaboração de planejamentos estruturais.

 

egressos

Ainda como parte da programação do Encontro de Cursos, aconteceu a apresentação de egressos do curso de Economia da UCS. Estiveram presentes os  economistas Fernando Kempf, da Marcopolo, Fabiano Scopel, Consultor de Empresas, Eduardo Corá, da Unimed, Volney Azevedo, da Simplas/Simesc, o perito judicial Mário da Rocha e a mestre Patrícia Colussi, da UFPel. Falaram sobre suas áreas de atuação profissional e responderam aos questionamentos da plateia.

 

foto13

Após o encontro com egressos dos cursos, aconteceu a palestra “Economia da Corrupção”, ministrada pelo economista Giácomo Balbinotto Netto, professor da UFRGS. Lembrou que a corrupção tem sido uma preocupação e pauta constante que não sai da imprensa no cenário nacional e reflete a quebra da conduta moral, com uso do poder público, com propósito de obter benefícios e ganhos através de rendas ilegais. Apontou a excessiva intervenção estatal na economia e o excesso de burocracia como uma das causas da corrupção no Brasil e disse que seus efeitos atingem os gastos nos governos, reduz e distorce a arrecadação de impostos, a taxa de investimentos para o crescimento econômico e formação de capital humano. “Os custos estimados da corrupção no Brasil são de 800 reais no bolso de cada brasileiro”, finalizou.

 

 

 

XXI Enesul e I Econesul será em agosto, na cidade de Florianópolis

Acontecerá, nos dias 4 a 6 de agosto próximo, em Florianópolis, a 21ª edição do Encontro dos Economistas da Região Sul (Enesul) e a primeira edição do Encontro de Economistas do Cone Sul. Numa promoção do Corecon/SC, e apoio do Sindecon/SC, dos Corecons dos estados do RS e PR, e do Cofecon, o XXI Enesul e o I Econesul abordarão os “Aspectos macroeconômicos das economias do Cone Sul e seus reflexos para a economia brasileira e para os estados da Região Sul” e reunirão docentes e acadêmicos de universidades e membros de instituições de pesquisas dos três estados da região sul do País, além de representantes do Cofecon, Fenecon e de representantes dos Corecons do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

O tema permitirá análise da evolução histórica do relacionamento econômico entre os países do Conse Sul e Brasil, seus pressupostos básicos e as fases de sua evolução, assim como o exame dos rumos atuais e suas consequências futuras para a indústria da região (política econômica dos governos frente aos cenários nacionais e internacional.

O Enesul surgiu de uma discussão regional de temas do interesse da categoria dos economistas, que se reúnem anualmente nos meses de setembro ou outubro em eventos de âmbito nacional, tais como o Congresso Brasileiro de Economistas (CBE), em anos ímpares, e o Simpósio Nacional dos Conselhos de Economia (Since), em anos pares.

Acompanhe todas as informações sobre o evento pelo site
http://www.corecon-sc.org.br/enesul/

 

Nesta sexta, na UCS, mais uma edição do Encontro dos Cursos de Ciências Econômicas do RS


xxxix encontro de cursos ciencias economicas 2016A Universidade de Caxias do Sul (UCS) sediará a 39ª edição do Encontro dos Cursos de Ciências Econômicas do RS, que acontecerá nesta sexta-feira, dia  10, na cidade de Caxias do Sul. Numa promoção do Corecon/RS, o Encontro reunirá profissionais, docentes e estudantes da área da Economia para discutirem, além de temas da atualidade, o mercado de trabalho e situação dos Cursos e faculdades do Rio Grande do Sul.

Com início às 14 horas, o evento será aberto oficialmente pela presidente do Corecon/RS, economista Simone Magalhães, pela diretora da Faculdade de Ciências Econômicas da UCS, economista Maria Carolina Rosa Gullo, e pela coordenadora do Curso de Ciências Econômicas da UCS, economista Jaqueline Maria Corá.

Às 14h30min, acontece o painel “Perspectivas e oportunidades para o economista em um mundo em transformação, a ser apresentado pelo economista e professor da PUCRS, Leandro Antonio de Lemos. As oficinas enfocarão os temas “Economia Criativa”, com o economista Cassio da Silva Calvete (UFRGS), “Economia Comportamental”, com a economista Ingrid Rafaele rodrigues Leiria (Unisinos), “Uso do Banco de Dados Rais/Caged”, com a economista Lodonha Maria Portela Coimbra Soares (UCS), “Economics of Aging”, com a economista Cleide Fátima Moretto (UPF), “A interface da Economia com as outras áreas de conhecimento”, com a economista Maria Carolina Rosa Gullo (UCS), “O uso do software Gretl aplicado à Economia”, com o economista Mosar Leandro de Ness (UCS), e “Atuação do economista na área de planejamento e desenvolvimento econômico”, com o economista Andrej Slivnik (ABDE). Acontecerão, ainda, oficinas dos coordenadores dos Cursos de Ciências Econômicas, um encontro com os egressos e o painel “Economia da corrupção”, a ser apresentado pelo economista Giácomo Balbinotto Neto (UFRGS).

 

XXXIX ENCONTRO DOS CURSOS DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DO RS

Dia 10 de junho de 2016 – UCS – Caxias do Sul/RS

EVENTO GRATUITO


PROGRAMAÇÃO

13:30 – Credenciamento

14:00 – Abertura
Presidente do CORECON/RS – Econ. Simone Magalhães
Diretora do Centro de Ciências Sociais da UCS - Econ. Maria Carolina Rosa Gullo
Coordenadora do Curso de Ciências Econômicas da UCS - Econ. Jacqueline Maria Corá

14:30 – Painel: Perspectivas e oportunidades para o economista em um mundo em transformação.
Palestrante: Econ. Leandro Antonio Lemos
15:15 – Debate

15:45 – Oficinas simultâneas 1ª rodada | (50 vagas por oficina)

Oficina 1: Economia Criativa | Econ. Cassio da Silva Calvete - UFRGS
Oficina 2: Economia Comportamental | Econ. Ingrid Rafaele Rodrigues Leiria - UNISINOS
Oficina 3: Uso do Banco de Dados Rais/Caged | Econ. Lodonha Maria Portela Coimbra Soares - UCS


15:45 – Oficina de Coordenadores de Cursos de Ciências Econômicas
(exclusivamente para os coordenadores).

17:00 – Coffee break

17:30 – Oficinas simultâneas – 2ª rodada | (50 vagas por oficina)

Oficina 1: Economics of Aging - Econ. Cleide Fátima Moretto – UPF
Oficina 2: A interface da Economia com as outras áreas de conhecimento - Econ. Maria Carolina Rosa Gullo – UCS
Oficina 3: O uso do software Gretl aplicado à Economia - Econ. Mosar Leandro de Ness – UCS
Oficina 4: Atuação do economista na área de planejamento e desenvolvimento econômico - Econ. Andrej Slivnik – ABDE   (vagas esgotadas)

18:45 - Encontro com Egressos dos Cursos de Ciências Econômicas.

19:30 – Coquetel de Congraçamento

20:00 – Painel: Economia da Corrupção – Econ. Giácomo Balbinotto Neto – UFRGS
20:40 – Debate

21:00 - Encerramento

 

PARTICIPE - PREENCHA A FICHA DE INSCRIÇÃO E GARANTA SUA VAGA << baixe aqui >>

 

INFORMAÇÕES ADICIONAIS

Universidade de Caxias do Sul – UCS
Av. Francisco Getúlio Vargas 1130 – Bairro Petrópolis – Caxias do Sul

BLOCO J – ECONOMIA - acesse pelo tour virtual

RECEPÇÃO/CREDENCIAMENTO: Bloco J – saguão de entrada.

ABERTURA e PALESTRAS: Auditório do Bloco J – sala 420

OFICINAS: Blocos J e I – verificar informações de salas no saguão do Bloco J

Coffee-break e Coquetel: Bloco J – sala 418 


 SERVIÇOS

Terminal de ônibus: Logo no acesso principal à UCS – sem custo (veja no tour virtual);
Quiosque de informações: Logo na chegada – poderá ser visto do terminal dos ônibus;
11h – Tour – Campus UCS: optativo: haverá um mini tour guiado pelo campus - local de encontro para os interessados em participar: Centro de Convivência (acesse pelo tour virtual);


 OPÇÕES PARA REFEIÇÕES E LANCHES

Restaurantes
Restaurante Rossini – Centro de Convivência – Buffet a quilo R$ 43,90/Kg; (ver localização)
Restaurante do Lago - Buffet a quilo R$ 38,99/Kg – próximo ao Zoológico;
Restaurante Master – Buffet a quilo R$ 33,98/kg;
Restaurante Universitário – RU - R$ 22,90/Kg.

Ambos no mesmo local veja no Tour virtual

Lanches
Diversas opções na Galeria Universitária – próxima ao Centro de Convivência e ao Bloco J.


 Wifi – enviaremos senha de acesso.


Previsão do Tempo: Tempo firme, mas bastante frio (traga casaco/ manta etc).

Estamos esperando por vocês. Sejam todos muito bem-vindos!!!

 

Simone Magalhães reúne-se com presidente Difini, do TJRS

difini2

A presidente do Corecon/RS, economista Simone Magalhães, e o conselheiro federal, economista Henri Bejzman, reuniram-se, na tarde desta quarta-feira, dia 1, com o presidente do Tribunal de Justiça do RS, desembargador Luiz Felipe Silveira Difini.

Simone Magalhães parabenizou o desembargador pela sua posse, ocorrida em fevereiro deste ano, e levou ao conhecimento do TJRS os projetos e ações do órgão de representividade náxima dos economistas gaúchos para o ano de 2016. A presidente do Corecon/RS falou sobre as ações que a entidade vêm desenvolvendo na melhoria da qualificação dos economistas gaúchos e na ampliação das oportunidades do mercado de trabalho e ressaltou a importância da Resolução do Cofecon que cria o Cadastro Nacional de Peritos de Economia e Finanças, em atendimento ao Novo Código de Processo Civil brasileiro, que entra em vigor em alguns meses.

difini2

Explicou que o mercado de trabalho do economista nas diferentes áreas da Perícia vem crescendo muito nos últimos anos e ressaltou a importância da certificação de qualificação técnica visando à participação do economista nesse processo, a ser atestado pelos respectivos Conselhos de Economia de todo o País.

O desembargador Difini elogiou a iniciativa do Conselho Federal e de seus regionais disse que "esse Cadastro será de extrema importância, uma vez que os juízes têm tido dificuldades em encontrar peritos com qualificação para desempenhar suas atividades de Perícia junto ao Judiciário".

Abertas inscrições de trabalhos para o II Encontro Gaúcho de Economia da Saúde

 

O Programa de Pós-Graduação da Unisinos promove, nos dias 8 e 9 de setembro, o II Encontro Gaúcho de Economia da Saúde.
O evento é gratuito e tem por objetivo difundir o conhecimento científico e tecnológico do campo da Economia da Saúde no Rio Grande do Sul, reunindo especialistas, profissionais de diferentes segmentos do setor da saúde e acadêmicos com interesse na área. Na ocasião, serão aprofundadas discussões sobre temas relevantes para os sistemas de saúde da região, especialmente do Sistema Único de Saúde (SUS).

O evento será realizado, das 10 horas às 17 horas, no Auditório da Escola de Gestão e Negócios da Universidade, em São Leopoldo.

As inscrições podem ser feitas até o dia 30 de agosto, pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo..

Submissões

Os autores interessados em apresentar trabalhos no II Encontro Gaúcho de Economia da Saúde devem enviar o seu trabalho para O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo., até ao dia 30 de junho próximo. Os trabalhos devem ter o formato de um artigo científico e sua formatação deve seguir as diretrizes da Revista Perspectiva Econômica.

Formatação dos Trabalhos

Número de páginas: máximo de 22 , incluindo as referências bibliográficas e anexos;
Tamanho do papel no formato A4;
Fonte: Times New Roman, tamanho 12;
Espaçamento 1,5;
Margens: laterais em pelo menos 1,5 cm; inferior e superior em pelo menos 2 cm;
O título (no idioma original e em Inglês) devem conter no máximo 240 caracteres incluindo espaços.
Resumo: no idioma do artigo e em inglês, em um único parágrafo, com até 20 linhas, acompanhado de três palavras-chave. Nos casos em que o artigo é escrito em inglês, solicita-se também a apresentação de resumo e palavras-chave em português.
Referências: as referências bibliográficas e de outra natureza devem ser listadas ao final do texto, em ordem alfabética, em 12 pt, espaçamento simples.
Folha de rosto contendo: título do trabalho; nome do(s) autor(es) e sua filiação institucional; resumo (em português e inglês); palavras-chave (em português e inglês); classificação JEL do trabalho.

Os autores interessados devem submeter dois arquivos. Um, com a folha de rosto completa e outro, sem a identificação de autoria do trabalho, garantindo desta forma o critério de sigilo da revista, caso submetido para avaliação por pares, garantindo assim a avaliação cega.

Os cinco melhores artigos apresentados no evento serão publicados em uma edição especial da Revista Perspectiva Econômica da Unisinos.

Áreas Temáticas

- Mercados e regulação
- Avaliação econômica. Farmacoeconomia
- Econometria aplicada à saúde
- Equidade e desigualdade em saúde
- Aspectos gerais da Economia da Saúde
- Modalidades de pagamentos a prestadores de serviços em saúde
- Economia do setor hospitalar
- Mercado de medicamentos
- Custo da doença. Estilos de vida. Fatores de risco em saúde
- Utilização de serviços de saúde
- Saúde suplementar

Datas Importantes

Submissões: até 30/06/2016
Comunicação de aceitação: até 01/08/2016
Confirmação de participação e inscrição para apresentadores: até 10/08/2016
Inscrições dos restantes participantes: até 30/08/2016

Comissão Científica

Profa. Dra. Marcia Regina Godoy (Unisinos)
Prof. Paulo Jacinto (PUCRS)
Prof. Giácomo Balbinotto Neto (UFRGS)
Profa. Luciana Costa (Unisinos)

Comissão Organizadora

Profa. Dra. Marcia Regina Godoy
Profa. MsC. Cristiane Silva
Profa. Simone Scavassola
Lubia Tamires Rintzel

Telefones 51-35911122, ramais 1559 e 1544

 

Abertas inscrições para o 22º Sinape, que acontece em Porto Alegre

 

Encontram-se abertas as inscrições para o 22º Simpósio Nacional de Probabilidade e Estatística (Sinape), que acontece de 24 a 29 de julho próximo, no Hotel Plaza São Rafael, em Porto Alegre. O evento, promovido pela Associação Brasileira de Estatística, é reconhecido como a principal reunião científica da comunidade estatística brasileira e terá como tema “Pesquisa, Inovação e Difusão em Estatística”. Para maiores informações, acesse o site http://www.redeabe.org.br/novosinape2016/.

Formação do Economista é tema de Workshop apresentado pelo Corecon/RS

 

Por ocasião do 8º Encontro de Economia Gaúcha, ocorrido nos dias 19 e 20 de maio último, na Pontifícia Universidade Católica do RS (PUCRS), coube ao Corecon a apresentação do workshop “Corecon/RS e a formação do Economista”. As exposições foram feitas pela presidente do Conselho, economista Simone Magalhães, pelo conselheiro do Corecon/RS e pesquisador da FEE, economista Alfredo Meneghetti Neto, e pelo consultor da Companhia de Participações (CRP), economista André Lenz.

simone1Simone Magalhães falou sobre o perfil do economista e o mercado de trabalho. Disse que iniciativa e vontade de se informar e de se qualificar inicia ainda durante o curso, quando surgem diversas oportunidades de aprimoramento e preparação, que serão fundamentais na futura formação do profissional da economia. Falou da crise que o País está vivenciando e afirmou que “É o melhor momento de nós plantarmos nossas sementes e de construirmos a nossa caminhada”. Explicou que, enquanto muitas universidades gaúchas vêm registrando redução de alunos matriculados em diversos cursos, também vêm detectando aumento significativo na procura pelo curso de Economia. Lembrou que empresas de destaque hoje no País têm se utilizado do economista para desempenhar atividades ligadas à gestão, o que acontece em função de sua melhor preparação teórica para enfrentar o mercado de trabalho. Disse que a Economia possui 49 macro áreas de atuação profissional, cada uma com suas diversas sub áreas de atuação e citou alguns exemplos, como a Perícia e seus diversos nichos para atuação do economista. Falou da Pesquisa de Clima feita pelo Corecon/RS no início deste ano, com o intuito de melhor conhecer as ansiedades e necessidades do economista gaúcho, onde se detectou, além de outras informações importantes, que muitos estudantes de economia não se aprimoram por falta de interesse. “O profissional de economia tem muita vantagem no mercado de trabalho, em função de sua forte formação teórica e deve aprender, na prática, a otimizar o conhecimento teórico adquirido na faculdade”, disse. Lembrou que o Corecon/RS está realizando iniciativas muito importantes, que vêm ao encontro das necessidades e preparação dos economistas para melhor enfrentar o mercado de trabalho, como convênios com instituições educacionais e de pesquisa, assim como parcerias com empresas públicas e privadas. Simone concluiu sua apresentação fazendo um convite aos presentes para visitarem e conhecerem a Entidade.

 

andre1André Lenz iniciou sua apresentação falando sobre as áreas de autação da CRP Companhia de Participações e apresentou gráficos sobre os diferentes perfis de investidores e como é analisado o universo que envolvem as empresas com o intuito de fazer a avaliação para investimentos. Falou sobre as relações com os clientes e de metodologias utilizadas para o aprimoramento das empresas, restruturação de suas dívidas e preparação para o acesso ao capital. Ressaltou, ainda, a importância de o profissional conhecer a realidade dos números que envolvem a empresa do seu cliente e as dificuldades a serem enfrentadas de forma a garantir o sucesso das empresas. Lembrou, ainda, que as empresas devem estar preparadas para conhecerem profundamente o seu mercado e encerrou sua apresentação falando sobre a importância do gerenciamento através de indicadores e metas.

 

 

meneghetti

O conselheiro do Corecon/RS, professor da PUCRS e pesquisador da FEE fez uma apresentação de dados extraídos de pesquisa sobre o perfil dos economistas no RS, que demonstram, entre outras informações, que as 18 faculdades de Economia existentes no estado foram, atualmente, uma média de 400 novos profissionais por ano. Disse que, nos últimos anos, tem ocorrido um aumento de cargos genéricos, como assessores financeiros e investimentos, analistas financeiros, dirigentes de políticas e planejamento e de dirigentes financeiros, que acabam gerando um enfraquecimento da inserção do economista no mercado de trabalho. Lembrou, no entanto, como significativos, os avanços conquistados pela Lei nº 14.540, de abril de 2014, que exige a comprovação do registro profissional para acesso a concurso público no estado. Através de gráficos, demonstrou que a população de economistas masculinos no RS é de 3,2 mil homens e 852 mulheres, sendo que cerca de 2,5 mil economistas possuem idades que variam de 40 a 75 anos, perfazendo uma média de 56 anos para o gênero masculino e de 45 anos para o feminino. Disse, ainda, que as mesmas projeções demonstram uma evolução das faixas etárias nos próximos 20 anos, com uma renovação da categoria, com a entrada de economistas com idade média bem mais baixa dos que vêm atuando no mercado atualmente.

Acesse 8º Encontro de Economia Gaúcha

Pagina 36 de 44