slogan

SELO ENEF

Perícia é pauta de reunião entre Corecon/RS e Ajuris

 

A presidente do Corecon/RS, economista Simone Magalhães, e o conselheiro da Entidade, economista Alfredo Meneghetti Neto, reuniram-se, na última quarta-feira, dia 20, com o presidente da Associação dos Juízes do Rio Grande do Sul (Ajuris), Gilberto Schäfer.

Na oportunidade, a presidente Simone falou sobre as ações que o Corecon/RS vem promovendo, desde janeiro deste ano, e dos objetivos e metas pretendidos ao longo de sua gestão. Disse que entender as reais necessidades dos economistas gaúchos e melhor atender a suas expectativas, levou a Entidade a um processo muito forte de interiorização, que passou pelo acompanhamento das formaturas dos Cursos de Ciências Econômicas das universidades do interior do estado e da região metropolitana de Porto Alegre, culminando com a histórica reunião dos coordenadores de seus cursos, ocorrida em Porto Alegre. “Isso nos aproximou de estudantes, professores e universidades, proporcionando-nos troca de experiências sobre as diferentes realidades, ajudando-nos a participar, de forma mais efetiva, de seus projetos e ações, em prol do futuro profissional da Economia”. Afirmou, também, que as diversas visitas que o Corecon/RS vem realizando junto às principais instituições públicas e privadas do estado, têm possibilitado o desenvolvimento de importantes parcerias, “com impacto na qualificação do profissional e na ampliação e fortalecimento do mercado de trabalho do Economista”.

Simone Magalhães falou sobre o crescimento do mercado de trabalho nas diferentes áreas da Perícia, que vem ocorrendo nos últimos anos, no Rio Grande do Sul, e da importância da participação do Economista nesse processo. “Pelo seu conhecimento e formação teórica, o Economista tem contribuído de forma significativa na interpretação e análise dos processos judiciais, com subsídios muito fortes à tomada de decisões dos magistrados gaúchos”, disse.

Gilberto Schäfer concordou com a posição do Conselho e lembrou a importância da Escola de Magistratura da Ajuris no contexto da qualificação dos bacharéis de Direito e dos magistrados gaúchos. Falou da necessidade de noticiar a Corregedoria sobre a relação dos economistas Peritos disponíveis no mercado e disse que contatará a Escola da Magistratura da Ajuris para estudar a possibilidade de desenvolvimento de cursos e palestras junto com o Corecon/RS. Solicitou, ainda, a elaboração de um projeto, com temas e pautas específicas, para serem desenvolvidos nessas ações.