Indicadores Econômicos RS

logo ie rs 2020 255

Corecon-RS realiza solenidade de entrega de prêmios em modo online

 

O Corecon-RS realizou, na noite da última terça-feira, dia 22, a solenidade de entrega das distinções do Prêmio Corecon-RS 2020, em modalidade online, aos autores das melhores Monografias, Artigos Técnicos e Dissertações de Mestrado. Na oportunidade, também foram entregues os prêmios às melhores reportagens de Economia do Ano, além das distinções “Economista do Ano” a André Nunes de Nunes, “Economista Destaque do Ano-Prêmio Roberto Camps de Moraes” a Giácomo Balbinotto Neto, e “Jornalista de Economia do Ano” a Leonardo Vieceli. O evento foi transmitido na página da Entidade no facebook.

A cerimônia foi aberta oficialmente pelo presidente do Corecon-RS, economista José Junior de Oliveira, que fez uma retrospectiva das principais ações realizadas pela Entidade ao longo do ano, que, mesmo com atividades em home office, desenvolveu ações e serviços aos economistas, como o programa de vídeos e lives “Força Tarefa Economistas falam à sociedade gaúcha”. “Tivemos que nos reciclar, renovar, LiveJunior1reaprender, para não nos afastarmos de nossas metas. E o fizemos”, acrescentou, referindo-se especialmente às mais de seis dezenas de lives, que, desde abril deste ano, reuniu renomados profissionais da Economia, do Brasil e do exterior, “para levar aos nossos economistas, estudantes e professores, assim como à toda a sociedade, a discussão e o debate sobre os mais variados temas, envolvendo os impactos que a nova realidade apresentava”. Ao finalizar, o presidente agradeceu o apoio de seu vice-presidente, economista Aristóteles Galvão, dos demais conselheiros e dos colaboradores da Entidade.

Os trabalhos vencedores de todas as modalidades, assim como seus autores, foram apresentados ao público, iniciando com o Prêmio Corecon-RS de trabalhos acadêmicos, que tem como objetivo homenagear, anualmente, trabalhos de profissionais que atuam na área da economia, de recém mestres dos cursos de Pós-Graduação em Economia e dos recém formados nos cursos de Graduação em Ciências Econômicas, de instituições de Ensino Superior no RS.

Na categoria Monografias ou trabalhos de conclusão de curso, receberam a Menção Honrosa os trabalhos "Educação financeira: o conhecimento dos jovens em relação ao uso das linhas de crédito oferecidas no mercado financeiro nacional", de autoria de Janaina Rosane Willig, que teve como orientadora a professora Jacqueline Maria Corá, da Universidade de Caxias do Sul (UCS), e o trabalho "Análise da competitividade do setor calçadista brasileiro comparando-o com países selecionados", de autoria de Gustavo Pereira Moreira, sob a orientação do professor Marcos Tadeu Caputi Lélis, da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos). Foi premiado em 3º Lugar, na mesma categoria, o estudo "Análise comparativa entre Small Caps e Big Caps na bolsa de valores brasileira", de autoria de Igor Vérdi Pasquali, que teve a orientação do professor Mosár Leandro Ness, da UCS. O prêmio de 2º Lugar foi para "Análise do impacto econômico do rompimento do Reino Unido com a União Européia (Brexit) por meio do modelo de equilíbrio geral computável", de autoria de Marcos Vinícios dos Santos Soares, com a orientação da professora Angélica Massuquetti, da Unisinos. E, em 1º Lugar, "A teoria do sistema dual aplicada ao processo de tomada de decisão: um experimento com mapeamento cognitivo cerebral", de autoria de Bruna Rabaiólli Rugéri, que recebeu a orientação da professora Cleide Fátima Moretto, da Universidade de Passo Fundo.
Na Categoria Artigos Técnicos ou Científicos, o premiado foi o trabalho "Do Foreign Portfolio Capital Flows Affect Domestic Investment? Evidence from Brazil", de autoria de Jéfferson Augusto Colombo, João Frois Caldeira e Tiago Rodrigues Loncan.

Na Categoria Dissertações de Mestrado, o Prêmio de Menção Honrosa, na Categoria Dissertações de Mestrado, foi para o trabalho "Violência: um análise do bullying juvenil e da violência doméstica contra mulher", de autoria de Julia Sbroglio Rizzotto, que teve a orientação do professor Marco Tulio Aniceto França, da PUCRS. O prêmio de 3º Lugar foi para o trabalho "Serving three masters: optimal monetary and regulatory policies when Central Bankers have career concerns", de autoria de Alexandre Fogaça Damô, sob a orientação do professor Marcelo de Carvalho Griebeler, da UFRGS. O prêmio de 2º Lugar foi para o estudo "Complexidade na escolha do curso de graduação e o uso de heurísticas e vieses como mecanismos de decisão", de autoria de Mateus Feld e orientação do professor Tiago Wickstrom Alves, da Unisinos. O 1º Lugar ficou com o trabalho "Transporte coletivo e externalidades ambientais: o legado olímpico do Rio de Janeiro", de autoria de Mateus Bandeira da Cunha, sob a orientação do professor Sabino da Silva Porto Junior, da UFRGS.

Foram divulgados, em seguida, os vencedores do “Prêmio de Reportagem de Economia 2020”, distinção tem como objetivo valorizar trabalhos jornalísticos, sobre a economia gaúcha, produzidos por profissionais em atividade no Estado, nas áreas da mídia impressa e mídia digital. O prêmio de Menção Honrosa, na Categoria Mídia Impressa, foi para a Série “Futuro da Economia”, de autoria dos jornalistas Juliana Bevilaqua, Ciro Fabres, Marcelo Mugnol e Mateus Frazão, do Jornal Pioneiro. O 3º Lugar foi para a matéria “Recursos gerados pela ‘Economia do Mar’ na mira dos gaúchos”, de autoria do jornalista Jefferson Klein, do Jornal do Comércio; O 2º Lugar, para a matéria “Brasil tem mais uma década perdida, a pior em 120 anos”, de autoria do jornalista Leonardo Vieceli, do Jornal Zero Hora; e o 1º Lugar, para a matéria “Pacote do governo do Estado para as finanças públicas”, de autoria da jornalista Mauren de Souza Xavier dos Santos, do Correio do Povo.

Na Categoria Radiojornalismo, o prêmio de 2º Lugar foi para a reportagem “As crises que venci”, de autoria da jornalista Babiana Mugnol, da Rádio Gaúcha, e o 1º Lugar para a reportagem especial “Seguros x Pandemia”, de autoria do jornalista Eduardo Matos, da Rádio Gaúcha.

Na Categoria Mídia Digital (Online), recebeu o 2º Lugar a matéria “Entenda como o menor crescimento populacional impacta a economia no RS”, de autoria do jornalista Leonardo Vieceli, do Jornal Zero Hora, e o 1º Lugar, a matéria Vidas Secas – Como a estiagem mudou a rotina em 10 municípios do RS”, de autoria do jornalista Fernando Soares, do Jornal Zero Hora.

Na última etapa da solenidade, foram homenageados o “Jornalista de Economia do Ano”, o “Economista Destaque-Prêmio Roberto Camps de Moraes” e “Economista do Ano”.

LiveVieceli1O Prêmio “Jornalista de Economia do Ano” é uma homenagem a um jornalista que se destacou na sua área de atuação durante o ano. A escolha é feita por uma Comissão Julgadora, escolhida pelo Corecon, e por indicações de faculdades gaúchas que oferecem o curso de Comunicação Social/jornalismo no Rio Grande do Sul. Recebeu a homenagem o jornalista Leonardo Vieceli, do Jornal Zero Hora.

Natural da cidade de Feliz, no Rio Grande do Sul, Leonardo Vieceli tem 27 anos de idade, é jornalista graduado pela Unisinos, onde estudou de 2012 a 2016. Trabalha desde 2015 em Zero Hora. Ingressou no jornal como assistente de conteúdo e hoje é repórter da editoria de Notícias, com foco na cobertura de economia. Também escreve para a coluna Mais Economia, como interino, e para o site GZH, além de colaborar com a Rádio Gaúcha. Durante a graduação, estudou por seis meses Comunicação Social na Universidad de Deusto (País Basco, Espanha).

Em seu pronunciamento, Leonardo Vieceli agradeceu ao Corecon-RS, “especialmente neste ano tão difícil para todos nós”, e lembrou que a Entidade reúne os diversos nomes que pensam o desenvolvimento econômico e social do RS e do Brasil. “Quem trabalha com o jornalismo econômico tem a missão de mostrar à sociedade que a economia está presente em diversos momentos do nosso dia a dia”, afirmou. Ao finalizar, agradeceu aos colegas de redação pelo apoio no seu dia a dia de trabalho.

LiveGiacomoRecebeu a distinção “Economista Destaque do Ano-Prêmio Roberto Camps de Moraes”, o economista Giácomo Balbinotto Neto. A distinção é tradicionalmente outorgada aos economistas que tiveram especial destaque ao longo de sua vida profissional. Com graduação em Ciências Econômicas pela UFRGS, mestrado em Economia pelo Instituto de Estudos e Pesquisas Econômicas e doutorado em Economia pela Universidade de São Paulo, Giácomo Balbinotto Neto é pesquisador do Instituto de Avaliação de Tecnologias em Saúde da UFRGS (IATS/UFRGS) e professor de Economia da Saúde do PPGE/UFRGS. É orientador de Doutorado e Mestrado. Suas linhas de pesquisa são Economia da Saúde, Avaliação de Tecnologia em Saúde, Economia dos transplantes e Farmacoeconomia.

Recebeu o Prêmio “Economista do Ano” o economista André Nunes de Nunes. A distinção é um reconhecimento a economistas que atuam nos mais diferentes campos da profissão, engajados em atividades dos setores privado ou público, academia ou profissionais autônomos, no RS, e que tenham se destacado, através de análises críticas e inovadoras sobre assuntos relevantes e de LiveAndre1interesse público, por sua contribuição no fortalecimento do desenvolvimento econômico regional ou nacional. André Nunes é graduado em Economia pela UFRGS e Doutor em Economia Aplicada também pela UFRGS e, atualmente, é Economista-chefe da Federação das Indústrias do Estado do RS (Fiergs) e Coordenador do Comitê de Investimentos da Sociedade de Previdência Privada do RS (InduspreviRS).

Ao fazer uso da palavra, o homenageado lembrou os momentos de convivência com o professor Roberto Camps de Moraes e disse que sempre viu o Prêmio como distinção a economistas consagrados e que sentiu-se muito honrado em fazer parte desse grupo tão seleto, “especialmente num ano tão especial, cujos impactos ainda vão se fazer sentir por muitas décadas nas economias dos países”. Apresentou uma rápida análise sobre a recessão na economia global, provocada pelas medidas de combate à pandemia, ressaltando que agora passaremos a viver “o início do novo tempo para a economia mundial”. Lembrou colegas do tempo de faculdade e profissionais que desempenharam papeis fundamentais na sua formação e agradeceu aos colegas e à direção da Fiergs, que sempre lhe proporcionaram a liberdade de desenvolver o seu trabalho. O homenageado finalizou sua fala, enaltecendo a importância da sua família no apoio à sua formação e no desempenho de suas atividades profissionais.

A solenidade de premiação foi encerrada, com as felicitações aos homenageados e os agradecimentos ao público que acompanhou o evento.

Clique aqui para acessar a relação de todos os premiados