Indicadores Econômicos RS

logo ie rs 2020 255

Sefaz lança ferramenta para análise de conjuntura econômica e auxílio na tomada de decisões

 

A Secretaria da Fazenda lançou nesta quarta-feira (25) o Barômetro Fiscal, uma ferramenta para análise de cenários, compreensão da conjuntura econômica e auxílio na tomada de decisões. Desenvolvido pelas equipes da Divisão de Estudos Econômicos e Fiscais (DEQG) e Divisão de Tecnologia e Inovação do Tesouro do Estado (DTDI), a tecnologia foi apresentada durante o BATE PAPO DE FINANÇAS ESPECIAL Online “A Conjuntura econômica no ano da pandemia e as expectativas para 2021”. O evento contou com a participação de profissionais e acadêmicos de diferentes Universidades e o apoio da UFRGS e do Conselho Regional de Economia, o Corecon-RS.

Na abertura do evento, o Subsecretário do Tesouro, Bruno Jatene, enfatizou que a ferramenta que consta na carteira de projetos passou por um desenvolvimento minucioso com o apoio de uma equipe muito qualificada. “É também um elemento de transparência e qualificação do planejamento, auxiliando de modo técnico e mais preciso na tomada de decisão, na antecipação de movimentos, na melhor escolha que se refletirá em toda a sociedade gaúcha”, destacou.

O Chefe da seção de Estudos Econômicos e Fiscais, Jacó Braatz, que fez a mediação no bate papo de finanças, ressaltou o trabalho na busca de informações que estão disponíveis em registros administrativos mas que podem ser analisados e cruzados para apontar ações. “Com isso, buscamos dar ao gestor uma perspectiva em tempo real sobre as principais variáveis que possam impactar a arrecadação do estado e consequentemente os cenários fiscais”.

O Prof. Dr. Fernando Lara, da DEQG do Tesouro do Estado e coordenador Barômetro Fiscal, explicou que o objetivo do instrumento é proporcionar a análise e construção de cenários macroeconômicos levando em consideração variantes complexas articulando informações. “O modelo econométrico é inovador porque projeta cenários levando em consideração a análise de índices e indicadores que podem variar, como por exemplo, ingresso de recursos extras”. O nome Barômetro foi escolhido com base na iniciativa do economista holandês Thinbergen Jan Tinbergen que recebeu o primeiro Prêmio de Ciências Econômicas, em 1969, pelo seu trabalho com modelos macroeconômicos.

Palestraram ainda no evento a Prof. Dra. Julia Braga, UFF/RJ com “A análise do cenário econômico diante da crise Covid”, o Professor Dr. Alessandro Mielbach, do IEPE-UFRGS com o tema “Conjuntura econômica no RS”; o Prof. Dr. Bruno Breyer Caldas, conselheiro do Corecon-RS falando sobre “As finanças públicas nacionais e no RS e cenários para 2021” e o Prof. Dr. Marcelo de Oliveira Passos, da UFPEL que versou sobre a Conjuntura Nacional.

De acordo com o responsável técnico pelo desenvolvimento na Divisão de Tecnologia e Inovação (DTDI), Agenor Canal, a equipe trabalhou para tornar o cruzamento de dados possível com a projeção dos cenários. O Técnico Tributário Agenor Canal, destaca a parceria entre as áreas de negócio, no caso DEQG, e DTI. “O trabalho visa criar soluções tecnológicas ágeis, inovadoras e aderentes as necessidades dos diferentes usuários e desta forma atingir objetivos do TE”, ressalta.

Assessoria de Imprensa Sefaz